Menu
Busca terça, 24 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
21ºmin
TOCANTINS

Quatro suspeitos foram presos suspeitos de integrar associação criminosa

31 outubro 2019 - 09h33

Quatro pessoas foram presas por suspeitas de integrar uma associação criminosa suspeita pela prática de vários crimes como tráfico de drogas na cidade de Gurupi. As prisões aconteceu na tarde desta quarta-feira (30). A ação aconteceu por meio da Polícia Civil da Diretoria de Repressão a Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), por meio da 8ª Divisão Estadual de Investigações Criminais (DEIC/Gurupi), comandados pelo delegado Rafael Fortes Falcão.

Segundo o delegado Rafael, foram dois homens e duas mulheres foram capturados mediante a cumprimento de mandados de prisão preventiva quando se encontravam nas cidades de Goiânia e Aparecida de Goiânia, ambas no estado de Goiás. As prisões são desdobramentos da Operação Hydra, deflagrada pela 8ª DEIC - Gurupi no mês de abril de 2019, quando sete pessoas foram presas.

Na ação, foram presos os responsáveis por ocultar a movimentação financeira da organização criminosa, que ultrapassou a cifra de R$ 2 milhões no último ano. O dinheiro era fruto da prática do tráfico de drogas e outros crimes, como o estelionato praticado por meio da internet, onde a investigação identificou 161 (cento e sessenta e uma) fraudes em que os criminosos utilizaram anúncios falsos e provocaram prejuízos de mais de R$ 16 mil.

Os quatro presos foram conduzidos à Central de Flagrantes da Polícia Civil de Goiás. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, os dois homens e as duas mulheres foram recolhidos a das Unidades prisionais de Goiânia, onde permanecerão à disposição da Justiça do Tocantins. Em breve,  serão recambiados para Gurupi.

Ainda segundo o delegado Rafael Falcão, às investigações continuam até que todos os criminosos envolvidos sejam presos e encaminhados à Justiça.

 

AO VIVO