Menu
Busca terça, 18 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
29ºmax
23ºmin
PAULA FERNANDES

"Não bebo, não fumo, não uso drogas. Nunca fiquei de porre

26 outubro 2011 - 16h46

Em entrevista à revista Quem, que chegou às bancas nesta quarta-feira (26), a cantora Paula Fernandes relembrou suas dificuldades, que não sabe qual o gosto da cerveja e que seu corpo é todo natural. “Não tenho silicone. Nunca fiz plástica e não sei se faria. Tenho uma alimentação saudável, não bebo, não fumo, não uso drogas. Nunca fiquei de porre, acredita? Não sei o que é isso”, declarou.

Indicada pela primeira vez para o Grammy Latino, a artista comemorou a conquista. “Será minha primeira viagem internacional”, disse ela, que vai acompanhar de perto o evento em Las Vegas, nos Estados Unidos.

De origem pobre, a mineira contou que já passou por muitas dificuldades financeiras. “Nossa roupa era simples, meu pai fazia precata (espécie de chinelo) com borracha de pneu. Minha mãe costurava nossas roupas. Às vezes, uma tia mandava a calça jeans de um primo. A minha referência é muito importante, o meu pé é muito no chão. Tudo que estou conquistando hoje tem um valor incrível. Já estou no lucro há muito tempo”, afirmou.

Aprendi a viver com pouco. Nunca fui de muito luxo. Estou investindo em qualidade de vida. Acabei de comprar um loft, para onde estou me mudando com minha mãe e meu irmão. Comprei um carro. Agora tenho convênio médico. Posso proporcionar a minha mãe hidroginástica, massagem. É ela quem cuida da parte financeira. Não compro nada sem perguntar a ela. Também invisto muitos nos meus figurinos”, completou.

Paula ainda revelou que sofre de depressão aos 18 anos. “Diante de tantos 'nãos' e portas fechadas, o meu coração cedeu a tanta tristeza. Emagreci 5 quilos, tinha taquicardia, arritmia, falta de ar, mal-estar, ficava trêmula, tinha medo de tudo e uma tristeza muito forte. Depois, aceitei conversar com um psiquiatra. Fiz mais de três anos de análise, tomei remédio de tarja preta, ansiolíticos. Foi um momento duro, ruim, sofrido, mas foi quando comecei a me descobrir: quem eu era, o que queria da vida. Eu renasci. Diante de tanta dificuldade, descobri que dou conta de qualquer coisa”, explicou.

A cantora também falou estar solteira. “Não dá tempo de namorar, mas, se eu me apaixonar, a gente inventa um tempo (risos)”, finalizou.(Uol)

AO VIVO