Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
TOCANTINS

Secretaria Estadual da saúde investiga morte de caminhoneiro com suspeita de coronavírus

22 março 2020 - 12h40Por G1 Tocantins

A Secretaria Estadual da Saúde investiga a morte de um caminhoneiro, de 55 anos, com suspeita de coronavírus. Ele era diabético e morava no Rio Grande do Sul, mas estava há 20 dias de passagem pelo Tocantins. O paciente chegou a ficar internado, mas morreu no Hospital Regional de Porto Nacional, na noite deste sábado (21).

Até a manhã deste domingo (22), o governo confirmou dois casos. Outros 79 casos suspeitos eram acompanhados e 17 foram descartados.

Segundo o governo, por três dias, o paciente apresentou tosse, febre e desconforto respiratório, mas não buscou atendimento médico.

Na manhã deste sábado, ele compareceu a uma unidade de saúde de Silvanópolis e depois foi transferido para o Hospital Regional de Porto Nacional, onde recebeu atendimento da equipe multidisciplinar e ficou em uma ala isolada na unidade, recebendo suporte por meio de oxigênio, diz a nota.

Na noite deste sábado, o paciente apresentou uma piora e foi entubado. Ele seria encaminhado ao Hospital Geral de Palmas mas não resistiu.

A secretaria disse também que as amostras do paciente tinham sido colhidas pelo município de Silvanópolis, já que o quadro estava dentro dos critérios para casos suspeitos do novo coronavírus. Além disso, ele já estava dentro da lista do último boletim de acompanhamento divulgado pelo governo.

O município de Silvanópolis fará monitoramento das pessoas que estiveram em contato com o paciente antes da internação e repassará as informações ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde, segundo informou a secretaria.

O Instituto Médico Legal de Porto Nacional disse que, quando a suspeita é coronavírus, não é permitido fazer a necrópsia. Informou que o hospital emitiu declaração de óbito e uma funerária buscou o corpo na unidade.

AO VIVO