Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
36ºmax
23ºmin
FURACÃO IDA

Tempestade deixa oito mortos em Nova York e 14 em Nova Jersey

02 setembro 2021 - 14h36Por r7 Notícias

A tempestade Ida atingiu o nordeste dos Estados Unidos na noite de quarta-feira (1º) e deixou pelo menos 22 pessoas mortas. Segundo a imprensa norte-americana, os estados de Nova York, Nova Jérsey e Pensilvânia foram as áreas mais afetadas.

De acordo com a emissora norte-americana NBC, quatro mulheres, três homens e um menino de 2 anos foram encontrados mortos em diferentes pontos de Nova York. Em Nova Jersey, outras 14 pessoas foram resgatadas sem vida.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, declarou estado de emergência ainda na noite de quarta e classificou a tempestade como “evento climático histórico”. Nesta manhã, em coletiva de imprensa, a governadora de Nova York, Kathy Hochul, assumiu que eventos como este devem ocorrer com mais frequência de agora em diante.

“Isso [desastres naturais] não é mais incomum. Qualquer um que diga que será uma vez em cada século, uma vez em 500 anos, eu não concordo. Isto tem que ser considerado como o novo normal. Então, precisamos nos preparar. Precisamos de planos de evacuação, cada dono de casa precisa saber o que fazer quando a água começar a subir.”

A tempestade, que invadiu as linhas de metrô de Nova York, deixou passageiros ilhados e fez com que os trens ficassem completamente paralisado. Segundo a imprensa local, o trânsito da cidade continua em colapso por causa dos alagamentos nesta quinta.

Furacão Ida

O furacão Ida, que foi rebaixado para tempestade tropical ao chegar no nordeste dos Estados Unidos, deixou seis pessoas mortas nos estados da Luisiana e Mississipi. O fenômeno natural atingiu a costa sul do país - mesma região que foi devastada pelo furacão Katrina há 16 anos - com ventos de 240 km/h.

Segundo autoridades da Luisiana, pelo menos, 900 mil pessoas continuam sem luz no estado nesta quinta. De acordo com a Reuters, a empresa Entergy Corp, que fornece energia para a região, afirma que a população local pode ficar sem eletricidade por até um mês.

AO VIVO