Menu
Busca terça, 10 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
22ºmin
Ethos Comunicação
Assembleia Legislativa
COLUNA

Opinião Formada

ENTREVISTA POLÍTICA

Gerônimo fala sobre retorno à TV, entrega de chambaris e polêmica no PMDB

17 fevereiro 2011 - 08h20

Da Redação


Em entrevista exclusiva ao Portal O Norte, o vereador peemedebista, Gerônimo Cardoso, falou entre outras questões, sobre a briga interna do PMDB, sua derrota nas últimas eleições, a tão polêmica entrega do “chambari” e de seu retorno à televisão.



Durante as sessões dessas duas primeiras semanas de trabalho da Câmara Municipal de Araguaína, o vereador Gerônimo Cardoso participou ativamente dos debates acirrados sobre questões voltadas para a administração pública do município.

Gerônimo foi um dos parlamentares que levantou sérios questionamentos sobre a ineficiência da gestão municipal. Durante as sessões, foi bastante polêmico e incisivo em suas colocações e em entrevista exclusiva ao Portal O Norte fez um resumo de sua opinião sobre os fatos expostos.

Orçamento
Inicialmente o alvo de suas críticas foi direcionado a Altair Bandeira, segundo Gerônimo, o secretário “só faltou chorar”, ao afirmar que não tinha recursos suficientes para serem administrados pela pasta. “Com o porte econômico que Araguaína tem, vê um secretário chegar ao ponto de falar que não tem acesso aos recursos e não sabe quanto dinheiro tem para trabalhar é inadmissível, quando sei que o Fundo de Participação do Município (FPM) em 2011 teve um aumento mensal de R$ 1 milhão de reais, o que ouvi recentemente do próprio prefeito Valuar. Como vereador, isso me deixa preocupado e mais inquieto ainda como araguainense” e completa “A cidade está evoluindo e infelizmente o que a gente observa é que o Poder Público não está acompanhando esse crescimento e está deixando muito a desejar”, diz.


Engrossando ainda mais a questão, Gerônimo destaca ser um absurdo ver o secretário de esportes justificar os problemas financeiros da pasta falando da administração anterior, depois de mais de dois anos de gestão. Ele lembra que o orçamento de 2010 foi votado ainda em 2009 e que o plano de gastos com o recurso destinado, foi enviado pela própria Secretaria.

Moradia
Gerônimo, ainda em entrevista destaca que não tem observado no trabalho da prefeitura, prioridades e diz faltar uma ação prática da gestão pra trazer resultados positivos. Relembrando a participação do secretário, Jota Patrocínio, em sessão na semana passada, questiona também os reais motivos pelos quais nenhuma casa popular ainda não foi entregue pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação.”O que dizer pra população que já está cansada de ouvir falar em cadastramento, recadastramento, enfrentar fila de madrugada pra tentar conseguir uma moradia?”

Em nome do Legislativo Municipal, Gerônimo afirma que a Câmara sempre buscou se posicionar de forma coesa e unida para aprovar projetos enviados pelo Executivo em busca de objetivos que favorecessem o bem comum, porém observa que na prática não tem visto resultados.


Recursos federais
Outra questão levantada pelo vereador foi sobre a sua viagem à Brasília em busca de recursos federais para o benefício do município em meados de 2010 quando conseguiu um empenho na ordem de R$ 6 milhões de reais, através do ex-deputado federal, Osvaldo Reis (PMDB), para asfaltar os setores: Nova Araguaína, parte do setor Itaipú e Setor Palmas além da Vila Goiás.


Gerônimo acusa o Poder Público Municipal de negligência, tendo em vista que até hoje a obra não foi executada, apesar de o contrato já ter sido assinado pela Caixa Econômica Federal e com isso, o recurso corre o sério risco de retornar aos cofres do Governo Federal: “E o que vamos dizer pra pessoas que votaram na gente? Estamos parados, não temos nada pra mostrar e a prefeitura parece não se preocupar em resolver a questão e o tempo está passando e o beneficio não chega à porta do cidadão”.

Outro convênio aprovado em 2009, de acordo com Gerônimo Cardoso, trata de um recurso na ordem de R$ 600 mil reais, empenhados através de emenda do deputado federal, Lázaro botelho (PP), para a compra de uma máquina patrol. O vereador afirma que a informação que tem é de que até hoje a máquina não foi comprada e questiona: “Cadê o dinheiro? O que foi feito desse convênio?”


Dissolução do Diretório do PMDB
Sobre a polêmica relacionada à campanha de assinaturas liderada pelo atual deputado federal, Júnior Coimbra (PMDB), no qual culminou na saída do ex-deputado federal, Osvaldo Reis, da direção do PMDB no Estado, Gerônimo Cardoso, que também é delegado do partido, mantém uma posição radicalmente contra a ação. “O partido PMDB, surgiu na época da Ditadura, como um espaço para se buscar a democracia e esse tipo de atitude vai contra os princípios do partido. Não vejo a necessidade de se dissolver o diretório, quando as eleições aconteceriam ainda este ano. Acredito que o que deveria ter sido feito era unir os partidários, o contrário só pode causar atritos".


Nas últimas eleições, Gerônimo Cardoso, disputou uma vaga na Assembléia Legislativa e desde então tem se mantido afastado da TV, onde iniciou sua carreira pública como apresentador há 18 anos. Ainda em entrevista à nossa reportagem, o vereador afirma que retornará no final deste mês a apresentar um programa de televisão regional: “É um vínculo que tenho com a comunidade de Araguaína que eu não posso perder

Entrega de chambaris
Gerônimo destaca que pretende voltar a executar a ação de entrega de chambaris nos bairros de Araguaína, a qual ele afirma ter iniciado há seis anos. A entrega dos chambaris provocou bastante polêmica, pois, na visão de parte da população, o trabalho social do vereador não passava de uma autopromoção visando tirar proveito político.

A questão foi parar no Ministério Público Estadual (MPE) e hoje o vereador responde a um processo na justiça eleitoral na qual foi pedida a cassação do seu mandato. Sobre o caso, Gerônimo argumenta que a ação visava simplesmente atender a uma necessidade social e voltando o programa ao ar ele garante que a ação volta a acontecer também. “Se não for impedido pela justiça continuarei a entrega de chambari assim que voltar a apresentar o programa”.


Finalizando a entrevista, Gerônimo Cardoso destaca que apesar de não ter obtido êxito na campanha para deputado estadual, continua vereador e estará atento para responder aos anseios da sociedade araguainense que acredita no seu trabalho.
 

AO VIVO