JBS Coronavírus
Menu
Busca quinta, 04 de junho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
21ºmin
COLUNA

Opinião Formada

por Opinião Formada
MAIS DETALHES

Projetos do Executivo são novamente retirados da pauta por falta de esclarecimentos

03 maio 2011 - 15h00

Luidiniz Brito
Da Redação

 

Nesta terça-feira, 03, a Câmara Municipal de Araguaína tratou sobre regularização de lotes e doação dos mesmos pela prefeitura e a respeito da legalização das prestações de contas da FUNAMC (Fundação de Atividade Municipal Comunitária). Aproveitou também para prestar uma homenagem ao Dia Mundial da Liberdade de Imprensa e ao Dia do Parlamento, comemorado nacionalmente.

Comemoração
Hoje, 03 de maio, comemora-se o Dia Mundial da Imprensa. A data foi lembrada pelos representantes do Legislativo da Câmara Municipal de Araguaína.

O Dia do Parlamento também é comemorado hoje e a principal função do Parlamento é criar leis garantindo dignidade aos cidadãos. As câmaras municipais desempenham este papel, além de fiscalizarem os trabalhos das prefeituras.

Reconhecendo o valor da imprensa, o presidente da Câmara Municipal de Araguaína, Elenil da Penha (PMDB) verbalizou sua opinião: “Se não fosse a imprensa, como as pessoas saberiam o que estamos discutindo? A imprensa possibilita que as pessoas, na sua casa, tenham acesso à informação.”

Regularização e doação de lotes
Os vereadores da Câmara Municipal de Araguaína discutiram nesta terça-feira sobre a regularização de lotes e doação dos mesmos aos seus ocupantes atuais, nos bairros: São Francisco, Setor Brasil e Cimba.

Um projeto encaminhado à Câmara pela prefeitura visa doar alguns lotes localizados nos bairros já citados. Todavia, pela falta de explicações mais detalhadas foi criticado pelos vereadores.

Jorge Frederico (PMDB) disse que pedirá vistas ao projeto. Enquanto Gerônimo Cardoso (PMDB) alertou que tal atitude não resultará em nada. Visto que a Câmara já solicitou a listagem das pessoas beneficiárias. No entanto, até agora o Poder Executivo, interessado na aprovação, não atendeu ao pedido.

“O projeto não diz quem serão os beneficiários. Eu fico contrariado com as pessoas que fazem pouco caso da gente. Eu quero ao menos que o município apresente a listagem dos beneficiários. Parece que eles têm medo que a gente saiba.” Disse Gerônimo Cardoso, demonstrando toda sua indignação.

Em decorrência desses questionamentos o vereador Mané Mudança (DEM), líder do prefeito Valuar de Sousa Barros (DEM), solicitou a retirada do projeto da pauta para, posteriormente, trazer a listagem dos beneficiários das doações e foi devidamente atendido.

 
Legalização das prestações de contas da FUNAMC
Outro projeto também foi retirado de pauta a pedido de Mané Mudança, o que trata da legalização das prestações de contas da FUNAMC.

A FUNAMC (Fundação de Atividade Municipal Comunitária) realiza ações sociais junto à população carente. Como: entregas de cestas básicas, passagens e atendimento em velórios. Além disso, disponibiliza assistência técnica para a implantação de programas de desenvolvimento comunitário às entidades, grupos e membros da comunidade.

Pretendendo legitimar o trabalho executado pela FUNAMC o vereador Mané Mudança defendeu o projeto da prefeitura, que intenta efetivar a legalização das prestações de contas feitas pela FUNANC.

Entretanto, os vereadores pediram mais detalhamento do projeto, pois não entendiam o porquê de se regulamentar as contas da fundação dos últimos 13 anos, portanto, desde 1998.

O porquê da retirada dos projetos da pauta
“Retiramos os projetos por entendermos que o parlamento concorda e discorda. E pares da casa discordaram da forma como viram os projetos. Eu não quero me confrontar com meus pares, que tem me respaldado em outros projetos, que foram aprovados.” Explicou Mané Mudança ao Portal O Norte.

Conforme informou o vereador isso foi feito para que o projeto retorne sem erro à Câmara. Desse modo, seria aprovado por unanimidade, acredita.
 

AO VIVO