Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
23ºmin
COLUNA

Opinião Formada

por Tony Veras
MEIO AMBIENTE

Vereador acusa Secretaria de descaso

24 maio 2011 - 18h09

Dágila Sabóia
Da Redação


Após a visita do secretário Municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, Hamilton Tormin, à Câmara Municipal de Araguaína nesta terça-feira, 24, o vereador Gerônimo Cardoso (PMDB) em entrevista à reportagem do Portal O Norte declarou sua insatisfação quanto ao respaldo da presença do secretário.

Gerônimo afirma que o seu objetivo quando solicitou a visita de Tornin era de que a Secretaria tivesse a oportunidade de apresentar o que tem feito para conter invasões e degradações do meio ambiente tendo em vista as denúncias do Ministério Público Estadual (MPE) que têm sido impetradas, contra o município relativas à preservação ambiental.

Em entrevista, o vereador acusa a gestão anterior de nunca ter demonstrado uma real preocupação com o meio ambiente e aponta que a gestão atual também não tem priorizado a preservação ambiental: “O passado traz resultados negativos e o presente aponta isso também, o pior é que para o futuro essa gestão não apresentou até agora um projeto que viabilize uma política de trabalho em prol da preservação do meio ambiente que acompanhe o crescimento de Araguaína”.

Arborização e pasisagismo
Durante sua visita à Câmara, o secretário Hamilton Tornin, através de slides apresentou demonstrativos de ações realizadas pela Secretaria como: palestras, recuperação e arborização de praças e Avenidas entre outros. Sobre as demonstrações o vereador Gerônimo alfinetou dizendo: "A Secretaria do Meio Ambiente não é uma pasta pra ser de arborização e paisagismo e é o que está sendo hoje".

Ação Civil
Falando sobre a recente Ação Civil Pública do MPE contra o Naturatins e o Município no que diz respeito às obras do “Condomínio Capital Residence” o vereador ressalta: “No passado, ao invés de fiscalizar o município degradou e pra completar hoje o município é alvo de acusação do MP por cometer esse crime e o futuro como vai ficar?”, Cardoso ainda questiona: “Como o município que deve ser também um órgão fiscalizador e preservar o patrimônio público autoriza uma construção como essa em uma área de preservação ambiental, isso é que eu não entendo!”.

No final da entrevista, Gerônimo reafirma seu descontentamento com a explanação realizada pelo secretário “O secretário saiu da sessão e a gente fica em dúvida porque ele vem, fala, mas não apresenta nada de concreto e o que nós temos que fazer estamos fazendo: cobrando!”


 
 






 

AO VIVO