Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
24ºmin
Assembleia Legislativa - Emendas para saúde
COLUNA

Opinião Formada

Terezona acredita que a eleição da Câmara está nas mãos de Siqueira

14 dezembro 2010 - 11h35

A eleição da Câmara Municipal de Araguaína acontece amanhã, 15, e até agora os quatro candidatos que se apresentaram com a proposta de disputar a presidência da Casa mantém a posição firme na corrida ao pleito.


Porém, mesmo às vésperas da eleição, o momento é de incerteza relacionado ao que poderá ser decidido até a hora da votação. Os vereadores permanecem atentos à possibilidade de um consenso voltado para apenas um nome a ser escolhido entre os candidatos para administrar a Câmara.

O Portal O Norte entrevistou na manhã dessa terça-feira, 14, pouco antes do início da sessão na Câmara Municipal, a vereadora Terezinha Gomes da Silva, mais conhecida como Terezona (PR), que está cumprindo o seu 3º mandato no Legislativo e pela 1º vez coloca seu nome à disposição de concorrer à presidência.

Em sua declaração, Terezona explica que a rejeição do vereador Aldair da Costa, o Gipão (PR) foi um dos principais motivos de sua decisão em concorrer ao pleito. “Eu não decidi ainda no início, porque não havia necessidade, mas como eu percebi a resistência “lá de cima” [Governo eleito de Siqueira Campos], quanto ao nome de Gipão, me prontifiquei a disputar o cargo”, explica.


Terezona ainda afirma que apesar de Gipão fazer parte da base aliada de Siqueira Campos (PSDB), sua ligação com a ex-prefeita de Araguaína, Valderez castelo Branco (PP), que deixou o apoio de Siqueira Campos e candidatou-se como vice-governadora na chapa de Carlos Gaguim (PMDB) e consequentemente a falta de um posicionamento decidido do vereador relacionado ao apoio transparente do candidato de seu grupo ao governo estadual na campanha eleitoral de 2010, seriam os principais motivos pelos quais havia rejeição de seu nome dentro do novo Governo. Terezona completa dizendo “Acredito na adesão da minha eleição porque o pessoal do meu grupo político me quer como presidente da Câmara”.

A vereadora falou da possibilidade de Gerônimo Cardoso (PMDB) ser candidato e, por conseguinte eleito presidente da Mesa Diretora, mas argumenta que tem acompanhado e permanecido ao lado de Siqueira Campos há muitos anos e de lá pra cá tem se mantido fiel ao governador eleito. “Nenhum vereador aqui foi tão fiel quanto eu no que diz respeito ao apoio à carreira política de Siqueira, o acompanho desde 1982, quando foi eleito deputado federeal, mas se nossos superiores decidirem que o escolhido será o Gerônimo, eu irei votar nele” diz Terezona.


O vereador Gerônimo Cardoso, nas últimas eleições apesar de fazer parte do atual governo decidiu apoiar a oposição como candidato a deputado estadual no grupo siqueirista e mesmo não se colocando como candidato à presidência, de acordo com a afirmações de companheiros do seu atual grupo, é um dos nomes cotados com grande aceitação para possivelmente assumir a liderança da Mesa Diretora da Câmara. O vereador porém, evita falar sobre o assunto e afirma que só vai se pronunciar depois da eleição.

Dessa forma contrariando o que até agora foi negado pelos dois últimos entrevistados, Gideon Soares (PMDB) e Divino Bethânia (PP), a vereadora deixa explícito a interferência do novo Governo em ater-se à eleição da Câmara de Araguaína, com o objetivo de eleger um vereador da base aliada.

Falando ainda sobre a candidatura de Terezona, foi observado na entrevista dada pelo candidato Gideon Soares ao Portal o Norte no último dia, 11, que ele levantou um leve questionamento sobre a competência da candidata ao cargo. “Bom, eu conversei com a Terezona, e segundo ela se diz preparada pra assumir o cargo de presidente. Mas sabemos que não é tão fácil assim, a Câmara não se resume apenas em sessões, tem a questão administrativa que também é muito importante”diz Gideon.

O vereador Divino Bethânia em entrevista ao Portal O Norte nessa segunda-feira, 13, apesar de afirmar que Terezona tem qualificação suficiente para exercer o cargo, admite que sua forma de trabalhar é um pouco tímida “Terezona tem uma forma de trabalho mais tímida, mas tem qualificação pra ser presidente dessa Casa” observa Bethânia.

Finalizando a entrevista, a vereadora falou da expectativa sobre a escolha da nova Mesa Diretora e diz esperar que a decisão venha do novo governo.


AO VIVO