Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
22ºmin
Assembleia Legislativa
ESPORTE

Clubes querem reunião com Leomar Quintanilha

15 junho 2011 - 20h22

Agendar uma reunião com o presidente da Federação Tocantinense de Futebol (FTF), Leomar Quintanilha, passar a ele a real situação que vivem os clubes de futebol e, saber dele, quanto a entidade arrecada e onde está sendo destinado este dinheiro. Estes foram alguns dos questionamentos que o deputado estadual e presidente do Interporto, Toinho Andrade, discursou ontem na tribuna da Assembleia Legislativa e que promete levar ao conhecimento do presidente da FTF durante uma reunião com os times da 1ª divisão na próxima semana.

Segundo ele, saber do presidente Leomar Quintanilha, a razão de a FTF não proteger seus clubes, fazendo uma comparação com a Federação Goiana, que segundo Andrade, além de premiar o campeão e o vice com dinheiro, também a segunda e terceira divisão. Ele cita que em Goiás, a FGF dá incentivo aos clubes, pagando transporte, hospedagem e arbitragem. “Queremos saber do senador Quintanilha porque não imitar os nossos vizinhos seria tão bom para FTF como para os clubes, afinal, aqui temos que tirar dinheiro do bolso para dar a FTF”, disse ele lembrando que no atual campeonato tem presidente de clube (sem citar qual), que está vendendo a casa para saldar dívida do campeonato.



Ausência
Durante sua fala na AL, Toinho Andrade fez questão de citar que o presidente Quintanilha já prestou bons e relevantes serviços ao futebol do Estado, mas que era preciso rever algumas coisas, como sua ausência no comando do futebol do Tocantins.

Para o dirigente portuense, as decisões da FTF são tomadas pelo superintendente José Wilson Soares, que faz o que quer da entidade, em razão desta ausência do presidente. “Vamos agendar esta reunião com todos os presidentes e ouvir dele o que está acontecendo na FTF. E se sua explicação não for convincente, daí sim iremos partir para outras ações”, avisou Andrade, e uma destas ações seria ingressar no Ministério Público Estadual para saber a real situação da FTF, mas ele ressalta que isso seria de forma passiva, pois segundo o dirigente, a intenção é que tudo transcorra e fique bem para todos os lados, em especial para os clubes. “Temos que sentar e conversar. Nada será feito à revelia, não quero saber da vida particular de ninguém. Quero apenas que parem de brincar de futebol no Tocantins”, finalizou o presidente.



Governador
Ele citou ainda que só após esta reunião com Leomar Quintanilha e os clubes é que irá tentar agendar com o governador Siqueira Campos e o secretário estadual da Juventude e dos Esportes (Sejuves), Olyntho Neto, uma reunião para tratar da questão do repasse de verba aos clubes.”Precisamos ter como parceiros o Governo do Estado que sempre ajudou os clubes na disputa do campeonato”, disse ele acrescentando que estiveram presentes na AL, os presidentes do Palmas, Donizete Aparecido Pedro da Silva, do Guaraí, Airton Schefler, do São José, Djacy Almeida, um representante do Paraíso, além do deputado estadual José Bonifácio, que usou a tribuna para falar em nome do Tocantinópolis. Estiverem ausentes os presidentes do Gurupi, Wilson Castilho e do Araguaína, João Luís de Carvalho. (Reinaldo de Jesus Cisterna- Jornal do Tocantins)

AO VIVO