Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
22ºmin
NORTE DO ESTADO

Após agredir a própria mulher e ameçar vizinhos, homem é preso e confessa outro crime

13 maio 2020 - 10h43Por Redação

Um homem de 48 anos foi preso em flagrante na noite desta terça-feira (12), em Xambioá no Norte do Tocantins, depois de agredir a própria esposa e ameaçar populares. Na delegacia, ele ainda confessou outro crime mais grave. 

A ação policial aconteceu por volta das 20h, quando a Polícia Militar foi acionada via 190 para atender uma ocorrência de violência doméstica e segundo denúncia, o autor além de bater na própria companheira, ainda armado com um revólver, estava ameaçando vizinhos que passavam pela porta da casa. 

Uma equipe policial foi até o endereço e chegando lá encontrou o homem armado com um facão. Durante a abordagem, o agressor entregou à polícia a arma de fogo de fabricação caseira que já estava guardada dentro da casa. 

O homem identificado como, Emilvaldo Rufino da Costa, foi conduzido para a Delegacia de Plantão de Araguaína junto com as armas apreendidas. 

(Foto: Portal O Norte) 

Em depoimento, Emivaldo relatou que estava ingerindo bebida alcoólica desde a tarde com sua companheira.  À noite, os filhos dela não teriam aceitado uma suposta agressão do suspeito, que segundo ele, não passou de um mau entendido.

Ainda quando estava sendo ouvido na delegacia, o autor relatou que a mesma arma apreendida, seria a que ele usou para matar um homem em Xambioá. A vítima era Marco Dione, assassinado em 2019. Em sua versão, ele disse que cometeu o crime depois de ser golpeado com uma foice na altura do braço. No dia do assassinato, ele fugiu para o Pará e se apresentou depois do flagrante. Emivaldo foi ouvido e responde pelo crime em liberdade. Ele também argumentou que o homem que morreu era um criminoso com uma ficha criminal extensa. 

Após ser ouvido pela delegada plantonista, foi arbitrada uma fiança no valor de um salário mínimo, como não foi pago ele foi encaminhado para Casa de Prisão Provisória (CPPA), onde permanece à disposição da Justiça.

AO VIVO