Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
TOCANTINS

Golpistas se passam por funcionários de banco e conseguem tomar R$ 12 mil de vítima

01 julho 2020 - 10h15

Na tarde de terça-feira, 30, a Polícia Militar prendeu dois homens, 32 e 33 anos, suspeitos de estelionato, em um hotel no Centro de Gurupi. Com os indivíduos a PM apreendeu dinheiro, cartões de bancários, maquinas de cartão de credito e celulares.

Uma das vítimas, acionou a PM via 190 e relatou que havia sido vítima de um golpe. Conforme a solicitante, havia recebido uma ligação de uma mulher que dizia ser funcionária do Banco do Brasil, que a infratora da lei teria lhe informado de que seu cartão estava sendo utilizado por terceiros em outra cidade e o limite estava ultrapassado, que por este motivo a agência bancária iria fazer o recolhimento do mesmo.  

Na tarde desta terça-feira, 30, dois indivíduos em um veículo GM Cobalt, de cor branca, sendo um taxi, haviam chegado em sua casa dizendo ser representante da instituição financeira. A vítima entregou o cartão aos golpistas e logo depois recebeu um aviso da sua agência através do aplicativo, informando um saque no valor de doze mil reais. Foi quando a vítima percebeu que se tratava de um golpe e chamou a PM.  

Após a Polícia Militar receber essas informações, as equipes policiais do 4º Batalhão empreenderam as diligências, nos terminais rodoviários, em hotéis e outros lugares. O taxista foi localizado e contou aos policiais que havia feito uma corrida com dois indivíduos com as características idênticas as descritas, disse ainda que tinha levado os suspeitos no endereço da vítima, ao Banco do Brasil e após isso havia deixado os homens no hotel Vila Rica, centro de Gurupi.

As equipes deslocaram ao hotel informado e realizaram o cerco. Ao fazer a revista nas dependências do estabelecimento comercial, os policiais localizaram os suspeitos em um dos quartos, com eles os policiais encontraram aproximadamente R$ 3.500,00 em espécie, quatro maquinas de cartão credito/debito, dois aparelhos de celulares de origem duvidosa e vários cartões de bancos, dois dos cartões pertenciam a duas vítimas de Gurupi.

Os indivíduos disseram aos policiais que estavam na cidade desde o dia 27 de junho e confessaram a prática criminosa.  Diante do fato, os autores e todo material apreendido foram conduzidos à central de flagrantes, para os demais procedimentos cabíveis.

AO VIVO