Menu
Busca sábado, 28 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
22ºmin
INVESTIGAÇÃO

Polícia desvenda morte de irmão de candidata à prefeita de Miracema

11 novembro 2020 - 14h54Por Da Redação

A Polícia Civil divulgou em coletiva de imprensa o resultado das investigações que apuravam a morte de Wagner Rodrigues, irmão da candidata à prefeita de Miracema do Tocantins, Camila Fernandes (MDB).

Segundo apurado pela polícia, o irmão de Camila Fernandes não foi assassinado, mas morreu vítima de um acidente doméstico. Essa foi a conclusão da investigação que ocorreu logo após ele ter sido encontrado sem vida, no último dia 1º de novembro.

As informações foram divulgadas durante uma entrevista coletiva, realizada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado. O delegado Hismael Athos, que acompanhou o caso, disse que a morte começou a ser investigada como homicídio, mas foi acidente. O servidor público teria ingerido bebida alcoólica e caiu duas vezes dentro de casa, em uma das quedas, ele teria batido a cabeça na quina da porta.

Moradores chegaram a relatar para a polícia, que na noite do crime encontraram ele caído na rua e vizinhos contaram que durante a madrugada do dia 1º de novembro escutaram Wagner falando sozinho e gritando pela casa. O barulho teria parado por volta de 1h.

O homem foi encontrado pela manhã ferido e encaminhado para o Hospital Regional de Paraíso (HRP) do Tocantins, cidade vizinha, e depois para o Hospital Geral de Palmas (HGP), onde morreu no dia 2 de novembro.

O diretor de Medicina Legal, Luciano Augusto de Paula constatou que Wagner não apresentava lesões que indicam defesa, portanto não acredita que houve luta corporal. Afirmou ainda que o ferimento na cabeça causou a morte.

Parentes chegaram a suspeitar que ele teria sido agredido e que parte da orelha dele havia sido arrancada. No entanto, conforme os especialistas, o corte que havia na orelha foi causado no momento em que Wagner bateu a cabeça na quina da porta.

 

AO VIVO