Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
23ºmin
CRIME BRUTAL

Polícia identifica e captura assassino que estuprou e matou jovem nesta madrugada em Araguaína

22 outubro 2020 - 15h08Por da redação

A polícia apreendeu um menor de 17 anos suspeito de matar a jovem, Ana Letícia Bezerra de Sousa Santos, encontrada morta nesta manhã em Araguaína, no Norte do Tocantins. 

A apreensão aconteceu por volta das 14h no setor Ana Maria, quando policiais militares faziam patrulhamento na região e localizaram o suspeito que estava deitado em uma rede nos fundos de uma residência.

O adolescente não reagiu à apreensão, confessou o crime e contou em detalhes como ele teria matado a jovem. 

Segundo a versão do adolescente, o crime aconteceu de madrugada. Ele disse que não conhecia a vítima e estava indo embora após consumir bebida alcolólica, quando encontrou ela por acaso e que como estava bêbado começou uma discussão com a moça, momento em que aplicou um golpe mata-leão nela que gritou muito, tentando se libertar.

Ainda conforme relato do assassino, depois de deixar Ana Letícia inconsciente, ele tirou a roupa dela, a estuprou e depois de perceber que a vítima estava morta se assustou e decidiu arrastar o corpo até o muro de uma escola onde usou um pedaço de concreto para atingi-la com dois golpes na cabeça. Em seguida, o autor cobriu o corpo de folhas e fugiu da cena do crime. 

O autor foi conduzido para a Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, para os procedimentos cabíveis e deverá permanecer apreendido à disposição da Justiça. 

 

Entenda o caso

O corpo de Ana Letícia foi encontrado com sinais de violência, nesta quinta-feira (22), próximo a uma escola no setor Céu Azul

A jovem grávida de 6 meses foi encontrada morta e seminua, por populares, que acionaram a polícia. A vítima estava coberta por folhas, com uma pedra em cima da cabeça e com sinais de ter sido morta com muita violência inclusive, evidências de estupro.

De acordo com uma mulher que esteve no local e que era amiga dela, a jovem assassinada foi vista viva pela última vez nesta madrugada.

A Polícia Militar (PM) apurou que Ana Letícia era usuária de drogas, que teria saído para comprar entorpecentes no setor Itaipú. e que ela também fazia programa para sustentar o vício. 

 

AO VIVO