Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
23ºmin
DESTAQUE

Profissionalismo e competência no GOTE, sem descer do salto

14 março 2011 - 11h29

Da pacata cidade de Gurupi surge Suzi Francisca, secretária de um escritório de advocacia, que veio a Palmas em busca de seu grande sonho, “ser Policial.” O primeiro passo foi conseguir a aprovação no concurso da Polícia Civil, em 2000. De lá, até os dias de hoje, trabalhou no DETRAN, Secretaria de Segurança Publica, na central de flagrantes, no 1º DP entre outros.

Apesar de fazer parte da corporação, ainda não se sentia completa. Suzy queria mais. “Eu sonhava desde pequena em ser Policial, e sempre procurei dar o melhor de mim em tudo. Foi então que me preparei bastante para ingressar no Grupo de Operações Táticas Especiais da Polícia Civil- GOTE. Hoje, sou a única agente feminina do GOTE, no Estado do Tocantins.” Naquela época o GOTE era coordenado pelo Delegado João Luiz Pompeu Pina.

Para o delegado, a entrada de Suzy no grupo foi de uma grande importância. Além de exercer os procedimentos diários tais como mandato de prisão e condução de revista em mulheres, ela adorna a estrutura do grupo. “A Susy é uma pessoa encantadora, tudo mudou com a sua entrada no GOTE. Ela tem um jeito delicado e feminino que enfeita todo o ambiente de trabalho. É uma pessoa extremamente guerreira e determinada. Fiquei surpreso com seu desempenho quando se submeteu ao processo de seleção, que era dividido em várias etapas: Teste de aptidão física, de saúde e um curso de 15 dias em Curitiba. Com apenas 02 vagas disponíveis para mulheres ela foi a melhor colocada”.

A escolha de fazer parte do GOTE foi para a ela um desafio muito grande. “Sempre gostei de desafios, quando ouvia um homem falando que mulher não tinha capacidade para ingressar no grupo, pensava comigo: isso é o que vamos ver! E Hoje, posso te assegurar, conquistei o respeito merecido dentro do grupo”.

Sem deixar a vaidade de lado
Chamando atenção por onde passa, quem a vê vestida com uniforme preto, calçando coturnos e carregando um fuzil nas mãos, jamais imaginaria que ela não falta uma semana ao salão de beleza. Tem unhas e cabelos impecáveis, e fica exultante ao colocar um vestido e um belo salto alto. Adora correr, malhar, assistir filmes, e principalmente, passar tempo curtindo seu filho de 14 anos.
 


Recentemente a agente participou de outra seleção, de Tripulante Aéreo, onde competiu com agentes masculinos e femininos. Passou, e hoje está em Brasília fazendo o curso na Divisão Operacional Aérea do DF. São 40 dias de treinamento pesado. Em abril, retornará a Palmas com mais uma conquista: Será a única Tripulante Aéreo do Estado. “Sempre acreditei nos meus ideais, e acho que a Mulher possui uma força tremenda dentro de si. O meu recado para as mulheres? Corram atrás de seus sonhos! E aos homens? Nunca subestimem uma mulher”.
 

AO VIVO