Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
22ºmin
Luah's SemiJoias
TORTURA

Policial Militar é preso em Palmas por praticar crime de tortura

28 março 2011 - 09h49

Na tarde de domingo, 27, foram presos em flagrante, pela prática do Crime de Tortura, o Policial Militar, Jailson Rogério Ribeiro Nogueira e Jakson Batista Aguiar, no Setor Aureny, em Palmas. De acordo com o delegado, Dr. Rossílio Correia, que efetuou a prisão, o crime foi cometido contra um adolescente de 16 anos, afligido por intenso sofrimento físico e mental.

Segundo o delegado, o acusado Jakson Aguiar confessou o crime, afirmando que o policial militar, Nogueira, de posse de uma pistola calibre 40, o obrigou a participar da tortura, ato executado durante toda a manhã de domingo, em um matagal no Setor Santa Fé.

De acordo com a Polícia Civil, os dois acusados levaram o menor para o local e iniciaram uma série de maus-tratos, psicológicos e físicos. O rapaz foi enforcado, afogado em um buraco com água, espancado por horas, recebendo ainda, um disparo de arma de fogo próximo ao rosto. O adolescente está com várias lesões no dedo e na orelha, provocado por um alicate.

No interior do carro do policial militar foram encontradas as roupas da vítima e com Nogueira, o alicate usado para a sessão de torturas, ainda sujo de sangue. Na delegacia, em presença de quatro testemunhas, o menor reconheceu os autores da agressão. O delegado Rossilio citou que há informações, ainda sendo investigadas, de que durante a madrugada de domingo, o policial militar passou por vários bares ofendendo e agredindo pessoas, além de cometer disparos com a arma de fogo.

Os acusados foram autuados por Crime de Tortura, previsto nos artigos 1º, § 4º, Inciso II da Lei 9.455/1997 c/c Art. 29 do Código Penal Brasileiro. A pena pode chegar a 10 anos de cadeia. (Da Ascom SSJC)

 

AO VIVO