JBS Coronavírus
Menu
Busca quinta, 04 de junho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
21ºmin
CASO SEBASTIÃO BEZERRA

MPE denuncia autores da morte de ativista de direitos humanos

15 abril 2011 - 15h41

 O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu denúncia contra os acusados de assassinar Sebastião Bezerra da Silva, coordenador do Centro de Direitos Humanos de Cristalândia. Sebastião foi morto no final de fevereiro no município de Dueré, a 228 km de Palmas.

Ricardo José Gonçalves (21), Janes Miguel Gonçalves Júnior (20) e Rogério Miguel Gonçalves (35) teriam asfixiado Sebastião com uma corda de nylon e, posteriormente, executado a vítima com uso de uma pá de construção, golpeando-o em várias partes do corpo, principalmente na região craniana.

O objetivo seria roubar um veículo, cuja venda chegou a ser efetuada, e outros objetos de menor valor, como o aparelho celular que Sebastião utilizava. O corpo da vítima foi encontrado dia 28 de fevereiro enterrado sob um formigueiro, com uma corda amarrada no pescoço.

Para o Promotor, estão comprovadas a autoria e materialidade dos fatos, demonstradas pelo depoimento das testemunhas, confissões dos réus e laudos periciais, bem como pela fuga intencional para outro Estado, o que justifica o pedido de prisão preventiva formulado no último dia 13.

Os responsáveis irão responder pelos crime de roubo seguido de morte (latrocínio – art. 157, § 3º) e ocultação de cadáver (art. 211), previstos no Código Penal. (Da Ascom MPE/TO)

AO VIVO