Menu
Busca sábado, 04 de julho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
19ºmin
SÃO MIGUEL

Sequestro de empresário pode ter sido praticado por quadrilha interestadual

19 abril 2011 - 14h53

A Polícia, tanto Militar como Civil maranhense está trabalhando no sentido de identificar e prender os componentes de um bando que, no fim da noite do último sábado (16), sequestrou o empresário Moisés Melo Leda, 60 anos, morador em Imperatriz, mas com negócios na cidade de João Lisboa.

Moisés Melo Leda foi sequestrado quando chegava no Aeroporto Prefeito Renato Moreira em Imperatriz, onde havia ido buscar a filha. Quando desceu da caminhonete Ford F-350, cor prata, placa NHD-6730 Imperatriz, e se encaminhava para entrar no saguão do aeroporto, foi abordado por dois homens e levado para a caminhonete. Os bandidos o levaram para o Estado do Tocantins, onde ficou em cárcere privado até as 4 horas da madrugada de domingo (17), ocasião em que se livrou e procurou socorro junto aos policiais militares do posto fiscal localizado no Povoado Bela Vista, no município de São Miguel.

Antes de o empresário livrar-se do cativeiro e procurar os policiais do posto fiscal, os familiares já haviam acionado a polícia em Imperatriz. Uma equipe já estava realizando diligências.

Além da caminhonete, foram levados um notebook, celular e documentos que se encontravam no veículo. O carro, até o início da noite dessa segunda-feira (18), ainda não tinha sido recuperado.

Quadrilha interestadual
Há a suspeita de que o bando que praticou o sequestro seja interestadual. Além dos dois homens que abordaram o empresário no aeroporto, havia pelo menos outros quatro, que seguiram os comparsas até São Miguel, onde foi deixada a vítima.

Outro fato que fez com que a polícia suspeitasse que a quadrilha é interestadual é que, segundo o Tenente Coronel Zanoni, o veículo foi visto trafegando ontem na cidade de Marabá-PA. A caminhonete pode ter sido roubada para a prática de assalto a banco na região.

O empresário Moisés Melo Leda prestou depoimento sobre o sequestro ao próprio delegado regional, Francisco de Assis Ramos. (De O Pogresso)

AO VIVO