Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
22ºmin
Clique Wizard 300x250
CASO ANTÔNIO MARCOS

Manifestantes tentam linchar acusados de matar taxista em Araguaína

26 abril 2011 - 10h16

Daniel Lélis
Da Redação


Dezenas de pessoas protestaram na tarde desta segunda-feira (25) em frente ao Anexo do Fórum de Araguaína, onde eram ouvidos os suspeitos de participar do crime que tirou a vida do taxista Antônio Marcos Silva Santos, no último dia 16 de março.

Com o tumulto, a Rua Ademar Vicente Ferreira, onde está localizado o prédio, teve que ser interditada. Um forte aparato policial, incluindo 6 viaturas e mais de 20 policiais, entre civis, militares e agentes penitenciários, foi mobilizado para proteger a integridade física dos suspeitos, uma vez que um grupo de taxistas furiosos prometiam linchá-los.

Queremos justiça! Um pai de família foi morto”, clama o taxista Augusto Barreto, 27 anos.

Os depoimentos tiveram início por volta das 14hs e terminou as 17h30. Na saída, muita confusão e correria, já que alguns manifestantes tentaram alcançar o carro em que estavam sendo transportados os acusados, que foram encaminhados para o presídio Barra da Grota.

Entenda o caso
Antônio Marcos foi assassinado com 6 tiros no dia 16 de março e encontrado morto no dia seguinte nas proximidades de Carmolândia. Segundo as investigações, o taxista foi vítima de latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Os acusados, que confessaram o crime, foram presos na cidade de Xinguara-PA, quando ainda estavam com o carro da vítima e foram identificados como: Thiago Henrique da Silva, conhecido como Tiffany, 23 anos, Gean Ferraz de Faria, 20 anos, Luciano Dias Ferreira, 22 anos, Thiago Luiz de Jesus, 24 anos e ainda um menor de idade que assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, (ECA) não teve sua identidade revelada.
 

AO VIVO