Menu
Busca sábado, 19 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
35ºmax
23ºmin
Assembleia Legislativa - Emendas para saúde

Operação Talibã prende em São Paulo acusados de latrocínio em Recursolândia-TO

21 outubro 2010 - 08h54

Chegaram ao Tocantins na tarde desta quarta-feira, 20, dois rapazes acusados pelo crime de latrocínio, no município de Recursolândia, em setembro deste ano.

Os irmãos Dhiego Guilherme da Silva, 20, e Dhiogo Guilherme da Silva, 18, foram presos pela Polícia Civil de Itacajá, com o apoio técnico do Serviço de Inteligência do Tocantins na última segunda-feira, 18, no Estado de São Paulo.

Os jovens são apontados pela Polícia como autores da morte do vaqueiro, Antônio Coelho Cardoso Neto, no dia 11 de setembro de 2010.

Após investigações, os agentes de polícia e o Delegado do caso, Elírio Putton Júnior, constataram que os jovens estavam refugiados no município de Ribeirão Preto (SP), na casa de um tio e foram monitorados nos últimos dias pelo Serviço de Inteligência da Polícia Civil do Tocantins.

O delegado e uma equipe de policiais se deslocaram até São Paulo para efetuarem a prisão. Em contato com a Polícia Civil de Ribeirão Preto, descobriu-se que a Polícia de São Paulo investigava uma quadrilha que atuava na zona rural daquele Estado e que o chefe dos criminosos era o tio dos rapazes, acusados de latrocínio aqui no Tocantins.

A partir daí, as duas polícias passaram a agir em conjunto para a prisão dos delinqüentes. Toda a operação levou à cadeia 9 pessoas, sendo: sete acusados de fazerem parte da quadrilha em São Paulo e os dois irmãos envolvidos no latrocínio.

Os dois jovens serão encaminhados para a Cadeia Pública de Pedro Afonso e ficarão à disposição da Justiça.


O crime

Na madrugada do dia 11 de setembro de 2010, segundo investigações da Polícia Civil de Itacajá, o vaqueiro Antônio Coelho Cardoso Neto bebia em um bar na cidade de Recursolândia. No bolso do vaqueiro estava pouco mais de R$ 1 mil.

Dhiego aproximou-se de Antônio, beberam juntos e o jovem de 20 anos tramou com o irmão e dois comparsas de roubarem o montante do vaqueiro.

Antônio foi atraído por Neuri Campos Fernandes de Sousa a um ponto afastado da cidade e chegando ao local, Dhiego, Dhiogo e Gercirley Alencar estavam à espreita e abordaram o homem.

Dhiego desferiu três facadas no abdômen de Antônio. Os quatro acusados derrubaram o vaqueiro e tomaram-lhe o

dinheiro. Constataram que a vítima ainda respirava e Dhiego cortou a garganta do homem, matando-o.

Neuri se entregou à polícia dias após o homicídio e Gercirley foi capturado no município de Colinas. Já os dois irmãos eram considerados fugitivos pela Polícia até a última segunda-feira, 18.
 

AO VIVO