Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
22ºmin
Prefeitura de Araguaína
SINALIZAÇÃO

Mais um acidente acontece em Araguaína por falta de sinalização

19 maio 2011 - 14h43

Dágila Sabóia
Da Redação


Por volta de 13h00 da tarde desta quinta-feira, 19, aconteceu um acidente envolvendo um veículo Pálio de cor preta com placa de Araguaína NKM 4812 e uma moto traxx MWT 7463 também na cor preta no Centro da cidade.

O acidente aconteceu no cruzamento das ruas 13 de dezembro esquina com a Rua Santa Cruz. Apenas o piloto da motocicleta saiu ferido e aparentemente teve leves escoriações pelo corpo. Segundo informações do pai do rapaz que chegou ao local, ele tem 23 anos e trabalha como balconista em uma farmácia. O pai preferiu não se identificar e também preservar a identidade do filho. Para a nossa equipe de reportagem o pai falou rapidamente que seu filho pilota com bastante prudência e que nunca havia se envolvido em acidentes.

A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e realizou os primeiros socorros ao motociclista ferido que foi encaminhado para o Hospital Regional de Araguaína (HRA) para os devidos procedimentos médicos.

O motorista do carro é empresário proprietário de uma adega e permaneceu no local até a remoção da vítima, se oferecendo inclusive para acompanhar o pai do jovem até o hospital.

Nossa reportagem também conversou com o motorista que preferindo não se identificar afirmou que o acidente ocorreu principalmente por falta de sinalização na rua. Coincidência ou não, o acidente aconteceu no mesmo lugar em que uma caminhonete e um veículo de passeio colidiram no último dia, 6, conforme foi reportado pelo Portal O Norte, o que reforça a hipótese da necessidade urgente de sinalização no local. (Leia na íntegra a matéria citada clicando aqui)

Adriana Araújo, 25 anos, vendedora, passava no local na hora do acidente e afirma à nossa equipe: “É preciso tomar providências. Nessa rua acontecem acidentes direto por falta de sinalização”, observa a vendedora.

O empresário, Antônio Rodrigues, que mora próximo ao local confirma as palavras de Adriana Araújo e completa: “Será que as autoridades só vão tomar providência quando morrer alguém aqui?


 

AO VIVO