Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
21ºmin
INSEGURANÇA

Mais um mototaxista é violentamente assassinado em Araguaína

20 maio 2011 - 15h40

Dágila Sabóia
Da Redação


Por volta das 11hmm da manhã desta sexta-feira, 20, foi encontrado próximo ao balneário Parque das Águas, o corpo do mototaxista, senhor Nascimento Pereira da Silva, 50 anos, apresentando ter oito golpes de faca pelo corpo: duas facadas nas costas na altura dos ombros e seis na barriga.

De acordo com informações da Polícia Militar, cerca de uma hora antes de encontrarem o corpo da vítima, o mototaxista teria feito uma corrida para levar um cliente a uma chácara próximo ao Parque das Águas que fica na saída de Araguaína, sentido à cidade de Filadéfia.  

O mototaxista que era legalizado e ainda estava vestido em um colete da Coopermotos, foi encontrado morto por um pedestre que passava pelo local e o avistou dentro de uma pequena represa ao lado da Avenida Filadélfia. 

A polícia foi acionada e chegando ao local encontrou um capacete na cor amarela, os documentos da vítima e R$ 444,00 reais em dinheiro. O assassino empreendeu fuga na moto do profissional, uma Titan 150, ano 2009 com placa de Araguaína nº MWV 2799. 

De acordo com colegas que testemunharam o momento em que o mototaxista atendeu o suposto cliente  suspeito de cometer o assassinato, trata-se de um homem forte de nariz médio que usava um boné e trajava camiseta branca e short. 

Escapou por pouco
um colega de trabalho de Nascimento, o mototaxista Antônio Mello, de 40 anos, contou que escapou por pouco da morte já que ele é quem deveria levar o sujeito para o destino que ele pediu: "o homem me pediu para levar ele na chácara, mas eu estava apressado e disse que não podia, foi quando Nascimento chegou e pegou a corrida”, conta assustado.

Descaso
Uma cena lamentável pode ser assistida por quem esteve presente no local onde foi encontrado o corpo do mototaxista. Nascimento foi transportado para o Instituto Médico Legal (IML) em cima de uma caminhonete da Polícia Militar, isto porque o veículo usado pelo Instituto, o “rabecão” como é conhecido, estaria quebrado e nenhum veículo funerário foi encaminhado ao local.

De acordo com informações, existem apenas dois “rabecões” na cidade: um, ninguém soube dizer ao certo quanto tempo estava desativado, já o único que funcionava está inutilizado por falta de manutenção há pelo menos dois meses.

A cena provocou a indignação das pessoas que a testemunharam e a consideraram um descaso com um cidadão trabalhador.

Insegurança
A exatos dois meses, o mototaxista, Santelo da Silva Rocha de 27 anos foi assassinado no último dia 20 de março  quando também estava em trabalho e foi realizar uma corrida. Santelo Rocha, foi alvejado pelo falso passageiro com 6 disparos de arma de fogo e morreu no local. Neste caso, o acusado de ter cometido o crime,  Júnior Rommenigge Mello, foi imediatamente preso pela polícia. Mas o fato não alivia a revolta e preocupação dos mototaxistas. Agora mais do que nunca a insegurança paira sobre os profissionais que à luz do dia estão sendo atacados e assassinados na cidade de Araguaína.  


Até o fechamento da matéria a polícia ainda não havia encontrado nenhum suspeito, mas permanecem as diligências na busca pelo criminoso que cometeu este violento assassinato. (Com informações do Araguaína Notícias e  Ascom do 2ºBPM)
 

AO VIVO