Menu
Busca segunda, 17 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
23ºmin
ToledoFibra
ASSASSINADO

Dois dias depois do assassinato de mototaxista, acusado se entrega à polícia

22 maio 2011 - 23h41

Dágila Sabóia
Da Redação


No início da noite deste domingo, 22, se entregou à polícia o homem suspeito de assassinar o mototaxista, Nascimento Pereira da Silva, 50 anos na manhã da última sexta-feira, 20. O elemento identificado como Jailson Rodrigues, conhecido como “Tiú”, tem 19 anos e é morador da Agrovila, localizada a aproximadamente 20 quilômetros da cidade de Nova Olinda.

Tomando conhecimento das informações obtidas, a Polícia Militar estava desde o dia do assassinato em diligência na busca do suspeito. Mais de uma centena de mototaxistas também se mobilizaram para sair no encalço do assassino que estaria escondido nas proximidades do município de Nova Olinda.

Por volta das 20h00 deste domingo, centenas de mototaxistas e curiosos se aglomeraram na porta da Delegacia de Plantão após a informação de que o suspeito havia sido encaminhado para o local. A Polícia, no entanto, apesar de confirmar a prisão do acusado, não informou onde exatamente se encontrava o elemento para evitar um possível linchamento do mesmo pela multidão revoltada de mototaxistas.

Pouco tempo depois, uma outra informação deu conta de que o acusado estaria detido no 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM) para onde seguiu a multidão que permaneceu em frente ao quartel da Polícia Militar em Araguaína. Porém nenhuma informação havia sido confirmada de fato.

Em entrevista à imprensa, o presidente da Cooperativa de Mototaxistas, Raimundo Borges, 33 anos, explicou como foi a participação dos companheiros na operação de tentativa de captura do sujeito: “Passamos dois dias à pão e água debaixo de sol e chuva no matagal em busca do assassino do nosso companheiro e se fosse preciso nós ficaríamos mais tempo ainda. Mas o elemento entendeu que seria melhor se entregar à polícia e assim ele fez”.

Ainda de acordo com informações de Raimundo Borges, na noite de sábado, 21, por volta das 21h30min a Polícia Militar sob o comando do Tenente Coronel Carlos, Comandante do 2º BPM, prendeu um sujeito, que não teve seu nome identificado, segundo Borges ele estaria ajudando o suspeito a se esconder da polícia.

Finalizando suas palavras, Borges parabeniza o apoio da polícia, imprensa e a equipe de mototaxistas que participaram da perseguição, expressando ainda sua indignação e cobrando por justiça: “Todos nós esperamos agora que a justiça seja feita contra esse criminoso que tirou barbaramente a vida do nosso companheiro. Nascimento era um homem de família e trabalhador, ele não merecia morrer desse jeito”, pontuou o representante da classe que trabalha há quinze anos como mototaxista.






AO VIVO