Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
22ºmin
DECISÃO JUDICIAL

Acusado de assassinar enteada é condenado a 25 anos de prisão

16 junho 2011 - 12h26

O Tribunal do Júri atendeu a solicitação do Ministério Público Estadual (MPE) e decidiu pela condenação de Jânio Clayton de Sousa Reis, acusado de ter matado a enteada Bruna Camila, de apenas 14 anos, e tentado assassinar a companheira Elisângela Tavares, mãe da jovem.

O crime aconteceu em julho do ano passado após as duas saírem de uma festa na cidade de Tocantínia, distante 75 Km de Palmas.

A juíza Renata Nascimento e Silva, que presidiu a sessão do júri, na terça-feira, 14, fixou a pena de reclusão em 25 anos e quatro meses. Segundo o Promotor de Justiça João Edson de Souza, o réu foi condenado por homicídio triplamente qualificado, no caso da enteada, e por um delito de homicídio tentado, duplamente qualificado, no caso da mãe. O réu Jânio Reis desferiu golpes de faca contra ambas.

Os trabalhos do Tribunal do Júri na comarca de Tocantínia, que inclui também os municípios de Lajeado, Rio Sono e Lizarda, seguem até sexta-feira, 17, quando ocorrerá o julgamento de três policiais militares, acusados de envolvimento em um assassinato, que conta, inclusive, com atos de tortura. (Da Ascom MPE/TO)
 

AO VIVO