Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
23ºmin
AÇÃO POLICIAL

Helicópteroda da Segurança Pública dá suporte na captura de sequestrador

13 julho 2011 - 12h01

Nesta terça feira, 12, quatro pessoas foram presas com êxito após a ação rápida e conjunta dos policiais da Delegacia Estadual de Investigações Criminais Complexas - DEIC, do Grupo de Operações Táticas Especiais - GOTE, do Grupo de Operações com Cães da Polícia Militar – GOC e do CIOPAER - Centro Integrado de Operações Aéreas.

De acordo com o Delegado e Piloto do Helicóptero, Dr. Charles Giovanni, a aeronave evitou que um dos integrantes da quadrilha, que mantinha a vítima em cativeiro, fugisse. “Nós sobrevoamos exatamente as localidades onde ele poderia estar escondido, isso evitou a fuga. Foi quando o comandante do GOC e um Agente de Polícia encontraram o suspeito próximo ao cativeiro”, disse o Piloto.

Atuações da Aeronave no Tocantins
A Aeronave já prestou apoio à Polícia Civil, na revista de presídios; na captura de assaltantes de banco em Mateiros; na captura de assaltantes da agência dos Correios de Dois Irmãos; na captura dos sequestradores da menor Vanessa em Araguaína e intensificação das ações Policiais naquela cidade; ao Governador do Estado e ao Ministro da Integração Nacional na visita à ponte de Lajeado e no projeto São João; no controle da rebelião ocorrida na manhã do dia 08 de abril, na Casa de Prisão Provisória de Palmas – CPPP; e na Operação Capim Dourado, realizada em Gurupi, que contou com a participação do Exército.

O Estado adquiriu a aeronave e solicitou profissionais experientes para operar o equipamento bem como transferir o conhecimento para servidores do Tocantins. Atualmente o Tocantins conta com 22 profissionais formados para atuarem na aeronave, sendo nove pilotos (sete da Polícia Militar e dois da Polícia Civil), quatro tripulantes (Uma Agente de Polícia, três do Corpo de Bombeiro e um Policial Militar) e ainda três mecânicos (Policiais Militares).

O helicóptero está equipado para atuar na prevenção e repressão ao crime. Na prevenção, atendendo chamadas da Rádio Patrulhamento Aéreo – RPA, sobre as áreas onde as manchas criminais apresentam índices elevados, inclusive efetuando pousos nesses locais, demonstrando a presença da polícia naquela localidade, por meio de Pouso de Demonstração – PD. Também atua na repressão, tanto na intervenção imediata com desembarque da tripulação ou como plataforma de observação, sendo os olhos da equipe de solo. (Da Ascom SSJC)


AO VIVO