Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
33ºmax
23ºmin
CAPACITAÇÃO

Policiais recebem treinamento de Armas Taser

31 agosto 2011 - 11h29

Teve início na manhã desta quarta-feira, 31, no auditório do QCG (Quartel do Comando Geral), em Palmas, o Curso de Treinamento com Armas Taser, direcionado a policiais militares representantes de todas as Unidades no Tocantins. O curso segue até o dia 02 de setembro e está dividido em aulas teóricas (das 8h às 18h desta quarta-feira) e práticas (nos dias 1º e 02 de setembro), estas realizadas na Academia de Polícia Militar do Tocantins (APMT), das 8h às 18h.

Participam do treinamento 50 militares. O curso é uma realização da Polícia Militar do Tocantins, por meio de sua Assessoria Jurídica. Ao final das aulas teóricas desta quarta, os participantes farão uma avaliação, caso sejam aprovados, seguem para os treinamentos práticos. Os militares habilitados serão certificados. A Empresa Ability BR, que comercializa as armas taser no Brasil, com sede no Rio de Janeiro, é quem está oferecendo o curso. As aulas são ministradas pelo instrutor Alberto Marques, acompanhado de dois auxiliares.

Armas taser são dispositivos de controle eletrônico (ECD), não-letais, e especificamente projetadas e utilizadas para incapacitar pessoal ou material, minimizando fatalidades, ferimentos permanentes às pessoas, danos indesejados às propriedades e ao meio ambiente. Todas as armas e cartuchos taser são produtos controlados pelo Exército Brasileiro e seu uso cabe às Corporações. A taser recebe a classificação de “Arma de Pressão por Ação de Gás Comprimido”.

Segundo explicou o instrutor Marques, a Taser Internacional (empresa americana que fabrica e vende esse tipo de arma) orienta “que esse tipo de arma deve ser utilizada apenas diante de uma ameaça real à vida do policial, de terceiro ou do próprio suspeito. É o penúltimo degrau do uso progressivo da força”, disse. Para o instrutor, é incorreto chamar a taser de arma de choque. “Não são armas de força, são armas inteligentes”, frisou.

A PMTO adquiriu armas taser em 2010, por meio de convênio com o Governo Federal (via Senasp – Secretaria Nacional da Segurança Pública). Os modelos são M26 e X26.

Como funciona
As armas taser emitem impulsos elétricos para causar estímulos dos nervos sensoriais e motores do indivíduo. Quando deflagrado, o cartucho lança dois dardos em direção ao alvo. Estes dardos ficam permanentemente conectados ao cartucho através de uma fiação compacta por dois fios. A energia da taser é transmitida através dessa fiação até os dardos que atingem o corpo do suspeito. A velocidade média dos dardos é de 60m por segundo. (Fonte: Ascom PM/TO)

AO VIVO