Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
ARAGUATINS

Suspeito de assalto ao Banco Basa é liberado

16 dezembro 2011 - 15h39

Um dos quatro jovens suspeitos de terem cometido o seqüestro do gerente do Banco da Amazônia S/A de Araguatins no inicio da noite do dia 20 de outubro, e na manhã do dia 21 assaltaram a agência do banco, foi solto nesta terça-feira, 13. Wesley Veira de Sousa, 23 anos, que trabalha como motorista na cidade de Imperatriz-MA estava preso desde 1ª de novembro, na delegacia regional da cidade maranhense, por determinação da Justiça de Araguatins que por meio de um pedido de prisão preventiva manteve os quatro presos.

Wesley concedeu uma entrevista exclusiva ao site Folha do Bico onde apresentou sua versão sobre o acontecido. Segundo o jovem, ele é conhecido de Luhan Silva Gomes, 21 anos. No dia da prisão, Wesley estava passando nas proximidades da casa de Luhan que o avistou e pediu carona até o centro da cidade. Wesley se pontificou a leva-lo. Luhan estava acompanhado de Jesiel Neiva de Farias que também embarcou no veículo. Porém, no caminho foram abordados pela polícia, que revistou uma mochila transportada por Luhan e Jesiel, onde foram encontrados dois revólveres calibre 38 municiados e vários cartões bancários.

Ainda segundo Wesley, na delegacia Luhan e Jesiel em depoimento assumiram serem os donos das armas e que Wesley não tinha conhecimento do conteúdo das mochilas. Mesmo assim Wesley disse que foi enquadrado no crime de formação de quadrilha.

Poucos dias depois, Wesley Veira de Sousa iria receber alvará de soltura da Justiça de Imperatriz, mas em função da suposta participação no seqüestro e assalto ao BASA, a Justila de Araguatins pediu a prisão temporária dos rapazes. Wesley seria liberado pela Justiça maranhense naqueles dias.

Por não haverem provas suficiente que ligassem Wesley ao seqüestro e assalto, o advogado de defesa conseguiu um Habeas Corpus no Tribunal de Justiça do Tocantins liberando o suspeito.

Luhan Silva Gomes, Jesiel Neiva de Farias e Antonio Jefferson, este último preso separadamente, continuam detidos na delegacia regional de Imperatriz. (Folha do Bico)

AO VIVO