Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
27ºmax
22ºmin
UNIDAS NO CRIME

Mãe e filha são presas acusadas de comandar tráfico em Araguaína

21 janeiro 2021 - 15h06Por Redação

Uma operação da Polícia Civil cumpriu, nesta quinta-feira (21), cinco mandados de prisão e uma detenção em flagrante em Araguaína, no norte do Tocantins. Todos foram conduzidos para a delegacia, suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas. Entre eles, uma mãe e sua filha. 

A primeira fase da operação “Leadership” foi realizada em novembro de 2020, sob o comando do delegado José Anchieta de Menezes Filho.  Na época, as equipes da polícia conseguiram capturar as principais lideranças de uma organização criminosa que atuava no Tocantins, Pará, Mato Grosso e Maranhão.

Depois da conclusão do inquérito, o delegado representou pela prisão dos demais envolvidos nos crimes da organização criminosa.

Segunda fase

De posse dos mandados de prisão contra os suspeitos, a Polícia Civil deu início à segunda fase da operação. Na manhã desta quinta-feira, os agentes se dividiram em grupos e foram a diferentes setores da cidade e deram início ao cumprimento das ordens judiciais.  

Foram emitidas cinco prisão preventivas. Durante as buscas nas casas dos investigados, os agentes ainda encontraram e apreenderam porções de droga, uma arma de fabricação artesana e R$ 2.735 em espécie.

Ao todo foram presos três homens (de 29, 30 e 23 anos) e duas mulheres, sendo uma de 57 anos e sua filha de 27 anos. Além deles, um homem de 29 foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

A operação

Nossas investigações apontaram que após as prisões dos líderes do tráfico, outras pessoas que eram consideradas da confiança deles passaram a operacionalizar a venda de entorpecentes na cidade e, desse modo, intensificamos as investigações e, após identificar esses indivíduos, conseguimos efetuar as prisões dos mesmos por meio de cumprimento a mandados de prisão”, contou o delegado.

A autoridade policial considerou a nova fase da operação um sucesso, já que conseguiu cinco dos seis alvos das investigações.

Após as prisões, os investigadora foram levadas para a sede da polícia, onde foram colocados à disposição do Sistema Prisional e da Justiça.

AO VIVO