Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
23ºmin
CRIME BRUTAL

Polícia desvenda crime e prende servidor público por matar e estuprar o próprio amigo

31 outubro 2020 - 17h54Por Redação

Um homem de 34 anos foi preso, nesta quinta-feira (29), suspeito de estuprar e matar o próprio amigo em Rio dos Bois, região central do Estado.

O crime ocorreu no dia 13 de junho e segundo apurado durante as investigações, os dois eram servidores públicos e trabalhavam juntos. No dia do assassinato, eles estavam em uma confraternização na casa do suspeito, conhecido pelo apelido de Calango, e consumiam bebidas alcoólicas. Em determinado momento, um desentendimento aconteceu e o motivo seria uma dívida de R$ 50 reais.

Segundo a polícia, Calango agrediu a vítima, Josivan Alves Fidélis, com uma garrafa pet que estava cheia de gelo. Após a primeira agressão, o autor do crime esganou e estuprou o colega, ainda com vida.

Na tentativa de esconder o crime, o suspeito ainda providenciou rapidamente um enterro e não acionou nenhum órgão legal para fazer a verificação do corpo.
 

Não houve atestado de óbito, acionamento do SAMU, Perícia e nem o Instituto Médico Legal (IML) foi notificado para fazer o recolhimento do cadáver.

O caso ganhou repercussão na cidade e chamou atenção da Polícia Civil, que não acreditou na versão de que Josivan teria morrido em decorrência do excesso no consumo de álcool e de algumas doenças do qual era portador e iniciou uma investigação.

A polícia, juntamente com o IML e o Instituto de Criminalística, realizou a exumação do corpo. Uma equipe da prefeitura foi solicitada e Calango acompanhou e auxiliou no procedimento. Pela festa ter sido em sua casa, ele foi encaminhado para a delegacia para prestar depoimento, negou participação na morte e foi liberado logo em seguida.

O laudo atestou o crime e juntamente com os depoimentos de testemunhas, a polícia constatou a culpa de Calango e realizou a prisão.

Ele será indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e também por estupro de vulnerável.

 

AO VIVO