Menu
Busca sábado, 28 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
22ºmin
ABUSO DE PODER

Prefeito leva multa de R$ 50 mil e tem registro de candidatura cassado pela Justiça Eleitoral

10 novembro 2020 - 13h16Por Redação

O registro de candidatura à reeleição do atual prefeito de Taipas (TO), Sílvio Romero (DEM), e da sua vice Maria do Socorro (MDB), foram cassados pela Justiça Eleitoral. A decisão foi no domingo (08), onde aponta que os candidatos estariam usando de abuso de poder político durante o período eleitoral.

A decisão é do juiz Baldur Rocha Giovannini, da 25ª Zona Eleitoral de Taguatinga, que aplicou uma multa no valor de R$ 50 mil ao atual prefeito e o condenou pela prática de abuso de poder. O município tem apenas dois candidatos a prefeito.

A representação que chegou à Justiça Eleitoral foi ajuizada pelo candidato da chapa adversária, Joaquim Carlos Azevedo (PSD), o prefeito Sílvio Romero estaria valendo-se do cargo para obter benefícios eleitorais, com propaganda institucional da prefeitura, onde teria instalado cinco placas na cidade. 

O Ministério Público Eleitoral concordou que o prefeito praticou abuso de poder político e pediu sua inelegibilidade, cassação do registro de candidatura e aplicação de multa, no valor de R$ 5 mil por dia, em caso de eventual descumprimento da ordem judicial. 

A representação ainda cabe recurso da decisão por parte do candidato.

O Portal O  Norte abre espaço, para que o prefeito e candidato, Sílvio Romero, possa se manifestar.

AO VIVO