Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
27ºmax
22ºmin
LATROCÍNIO

Suspeito de envolvimento na morte de taxista é preso pela Polícia Civil

15 janeiro 2021 - 17h49Por Redação

A Polícia Civil, por intermédio da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Palmas efetuou, nesta sexta-feira, 15, a prisão de um homem de 18 anos, suspeito de ser o coautor do crime de latrocínio que vitimou Francisco de Assis Inácio de Sousa, de 56 anos, o qual trabalhava como taxista no município de Miranorte do Tocantins e foi capturado, em Palmas, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva.

De acordo com a autoridade policial responsável pelo caso, logo após a localização do corpo da vítima, no dia 10 de novembro de 2020, as equipes da DHPP iniciaram as investigações, conseguindo elucidar o caso e também identificar todos os envolvidos no latrocínio. Com base nas investigações, o delegado responsável representou, ao Poder Judiciário, pela prisão do suspeito de 18 anos, que foi deferida e cumprida nesta sexta-feira. 

O crime

Na noite do dia 9 de novembro, em Miranorte, um grupo de pessoas teria abordado o taxista, sob o pretexto de realizar uma corrida. Durante o trajeto, o profissional foi assassinado com disparos de arma de fogo e também golpes de faca. Após a morte da vítima, os autores se deslocaram para Palmas, onde pretendiam vender o automóvel utilizado pela vítima, cujo corpo foi encontrado na rodovia TO-010, km 23, em Palmas.

No dia do crime, após receber denúncia, via Sistema Integrado de Operações (Siop), de que um grupo de jovens estava em um veículo e se comportava de forma suspeita, policiais militares abordaram os indivíduos, momento em que encontraram vestígios de sangue no interior do automóvel. O corpo da vítima foi encontrado escondido na estrada.

Na ocasião, dois dos supostos autores foram presos bem como uma adolescente apreendida. A equipe de investigadores da 1ª DHPP foi acionada iniciando as investigações para elucidar o crime. Após trabalho investigativo, a equipe da Divisão Especializada concluiu as investigações e identificou os coautores, que haviam fugido no dia do crime.

Todos os envolvidos foram indiciados pela prática, em tese, dos crimes de latrocínio, tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, visto que o grupo transportava grande quantidade de substâncias entorpecentes no interior do veículo. Após a realização das providências legais cabíveis, o homem preso nesta sexta-feira, 15, foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

AO VIVO