Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
TOCANTINS

Três corpos encontrados em avançado estado de decomposição são identificados pela polícia

23 setembro 2020 - 11h32

Localizados no último sábado, 19, em Alvorada, Divinópolis e Formoso do Araguaia, três corpos em estado avançado de decomposição foram identificados ainda no fim de semana pela Polícia Civil do Tocantins. A identificação foi realizada pelo Instituto de Identificação em parceria com Instituto de Medicina Legal (IML). Os dois órgãos são vinculados à Superintendência da Polícia Científica. A confirmação das identificações foi efetuada pelos papiloscopistas do Núcleo Especializado de Identificação Necropapiloscópica pelo exame papiloscópico.

São Valério da Natividade

Um dos corpos foi encontrado em estado avançado de decomposição em uma área de mata em uma chácara no município de São Valério da Natividade. O corpo identificado é de um homem de 78 anos que morava na propriedade.

Divinópolis do Tocantins

O outro corpo, também em avançado estágio de decomposição, foi encontrado dentro de uma cisterna de uma casa abandonada no centro da cidade de Divinópolis do Tocantins na noite do último sábado, 19. Trata-se de um adolescente de 17 anos. A família já realizava buscas pelo adolescente, que há dias estava desaparecido.

Formoso do Araguaia

Também no sábado, 19, foi encontrado o corpo de uma mulher de 38 anos numa área do Projeto de Assentamento Caracol 2, em Formoso do Araguaia. O corpo estava em avançado estado de decomposição. Conforme familiares, a mulher estava desaparecida desde o dia 10 de setembro.       

Método

Nos três casos, a confirmação da identificação foi possível graças à utilização do método científico de coleta, análise e confronto das impressões digitais. Segundo o papiloscopista Danilo de Abreu Noleto, pela sua praticidade operacional e alto nível de confiabilidade, este método é o primeiro a ser utilizado nos casos em que os corpos estão em estado avançado de decomposição, uma vez que o reconhecimento das vítimas por parte dos familiares é impreciso ou até mesmo impossível nestas situações.

Encaminhamentos

Os laudos necropapiloscópicos de identificação foram encaminhados para as unidades para procedimentos cabíveis. O caso de Divinópolis foi para a 6ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado de Paraíso (6ª DEIC). O de Formoso para a 84ª Delegacia de Polícia de Formoso do Araguaia e o caso de São Valério da Natividade para a 13ª Central de Atendimento de Alvorada.

AO VIVO