Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
22ºmin
INVESTIGAÇÃO

Três pessoas são presas suspeitas de envolvimento na morte de policial federal no Tocantins

14 setembro 2020 - 06h36

A investigação do crime de latrocínio (roubo seguido de morte) praticado contra o servidor da Polícia Federal Aécio Moura de Lucas resultou na prisão de três pessoas. O caso está sendo investigado por meio da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (1ª DHPP) de Palmas. Segundo a Polícia Civil, foram presos dois homens como supostos coautores e um terceiro homem que guardou a arma subtraída da casa da vítima. 

Conforme apurado pela 1ª DHPP, o suposto autor, que era caseiro na propriedade onde o crime ocorreu, foi auxiliado por um primo, que foi preso em Porto Nacional na sexta-feira, 11, pela equipe da DHPP. Na noite deste sábado, 12, após dias de campana, policiais federais que estavam nas buscas, prenderam o caseiro e na sequência descobriram onde a arma subtraída da vítima havia sido guardada. A prisão do investigado aconteceu na zona rural de Silvanópolis e os presos foram conduzidos para Palmas, onde foram interrogados pela autoridade policial da 1ª DHPP. 

Os homens apontados como autores do latrocínio foram presos em decorrência de mandado de prisão temporária e o homem que guardava a arma foi preso em flagrante

O crime

Aécio de Moura Lucas foi encontrado em sua fazenda no município de Aparecida do Rio Negro, por volta das 15 horas da última quarta-feira, 9, por um amigo da família. O crime foi comunicado à Superintendência da Polícia Federal no Estado do Tocantins que, em seguida, acionou a Polícia Civil. De imediato, a equipe da 1ª DHPP de Palmas e a Perícia Criminal se deslocaram para a propriedade e fizeram o levantamento do local do crime. 

Em seguida, numa ação conjunta das Polícias Civil e Militar e da Polícia Federal, as buscas pelo suposto autor do crime foram iniciadas. Ainda na sexta-feira, 9, o carro da vítima foi encontrado na zona urbana de Silvanópolis.

AO VIVO