Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
24ºmin
Casos Insanos
Assembleia Legislativa - Emendas para saúde

PV define posição parcial ou neutra sobre o segundo turno no próximo domingo

14 outubro 2010 - 10h45

No próximo domingo, mais de 100 membros do PV deverão anunciar a decisão do partido sobre o apoio ou não para Dilma Rousseff (PT) ou José Serra (PSDB), os dois candidatos que concorrem à Presidência da República neste segundo turno das eleições.

Nessa quarta-feira, 13, membros da executiva do PV estiveram reunidos fazendo um levantamento sobre os resultados do primeiro turno, quantos candidatos próprios foram eleitos e o percentual de votos de Marina Silva em cada Estado.

O deputado estadual Marcelo Lélis, presidente regional do PV no Tocantins, participou da reunião da Executiva e em entrevista à imprensa afirmou que defende o apoio do PV à candidatura de Serra (PSDB), mas destacou que seu apoio será decidido de acordo com a posição do partido.

Apesar da longa reunião, não foi tomada ainda uma decisão sobre o apoio no segundo turno, isso só deve ocorrer no próximo dia 17, quando três propostas estarão em votação na plenária do partido em São Paulo: apoiar Dilma Rousseff (PT), apoiar José Serra (PSDB) ou se manter oficialmente neutro, mas liberando os membros para anunciar suas escolhas pessoais. “Como é de conhecimento público, apresentamos à sociedade e enviamos aos candidatos a nossa plataforma. Ambos os candidatos manifestaram interesse em aprofundar as questões que nós propomos”, afirmou a candidata derrotada do PV à Presidência, Marina Silva.

Ela admitiu que foi procurada por membros do PT e do PSDB para receber os parabéns por seu desempenho no primeiro turno e disse que ambos se mostraram abertos a um diálogo sobre o apoio no segundo turno. Apesar disso, Marina negou que tenha sido procurada pessoalmente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Ainda segundo Marina, o debate interno sobre a melhor posição do partido não inclui a possibilidade de o PV receber cargos no próximo governo. “Tudo o que nós estamos fazendo aqui é programático. O que não pode é a discussão ser prioritariamente em função de cargos.”

A plenária do PV contará com a presença de 57 membros da Executiva Nacional, mais 30 de seu conselho, além dos que foram candidatos a governadores, vices, senadores e deputados. Ainda participarão 15 representantes da sociedade civil, entre eles cinco de grupos religiosos. Do PV do Tocantins, três nomes terão direito a voto: Marcello Lelis, Professor Alexandre e Lucio Gomes. (Com informações da Agência Brasil)
 

AO VIVO