JBS Coronavírus
Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
36ºmax
20ºmin
POLÊMICA

Aragão contesta valor de cestas básicas adquiridas pelo Estado

10 maio 2011 - 20h45

O deputado estadual e líder do bloco oposicionista PPS-PSB, Sargento Aragão (PPS) contestou na Assembleia Legislativa durante sessão desta terça-feira, 10, o valor das 600 mil cestas básicas adquiridas pelo governo estadual, por meio do pregão presencial nº001/2011.

O parlamentar apresentou comprovantes de compra dos produtos de mesma marca dos adquiridos pelo Estado, apontando indícios de irregularidade nos valores: “Eu comprei os mesmos produtos em um supermercado e paguei R$ 59,31, as cestas do governo custaram R$ 64,12. Eu comprei no varejo e paguei menos nos mesmos produtos e questiono, será que comprando 600 mil unidades é mais caro que comprando no varejo?”, enfatizou.

Aragão destacou ainda que, caso as cestas do governo tivessem o mesmo valor apresentado por ele, o Estado economizaria R$ 2.886 milhões, o que seria suficiente para adquirir mais 48.659 cestas, beneficiando mais famílias tocantinenses.

O Deputado ressaltou ainda que formalizará denúncia ao Ministério Público Estadual. “Cabe ao MPE investigar esses indícios, eu fiz a minha parte de fiscalizar”, afirmou.

Dados
Entre os itens que apresentaram maior diferença está o arroz agulhinha da marca F1, que foi adquirido pelo estado por R$ 8,71 e em um supermercado de Palmas foi encontrado por R$ 6,67. Na cesta do estado, o açúcar custou R$ 4,20 e o óleo de soja a R$ 2,95, sendo adquiridos pelo parlamentar por R$ 3,92 e R$ 2,78 respectivamente. (Polyana Pegoraro/Ascom)

AO VIVO