Sorteio Dia das Mães - Topo
Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
26ºmax
22ºmin
POLÍTICA

Gomes sai de cena na disputa pela presidência do Senado após decisão de Bolsonaro

13 janeiro 2021 - 09h47Por Redação

Eduardo Gomes está fora da disputa pela presidência do Senado Federal. A senadora Simone Tebet (MS) foi escolhida, nesta terça-feira (12), pelo MDB como candidata do partido.

Liderança do MDB, partido que tem a maior bancada do Senado Federal (15 senadores), Eduardo Gomes (MDB-TO) desistiu do páreo depois que o presidente Jair Bolsonaro anunciou apoio a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) em uma reunião no Palácio do Planalto ocorrida na última sexta-feira (08). O senador tocantinense continuará na liderança do governo Jair Bolsonaro no Congresso Nacional.

Em entrevista à "Coluna do CT", Gomes disse que sai muito satisfeito do processo pela forma sempre respeitosa em que seu nome foi lembrado para a presidência do Senado, tanto pela mídia quanto por até partidos de oposição, como o PT.

 

Pacheco é o candidato escolhido pelo atual presidente do senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e atualmente tem 31 votos anunciados, já que conta com apoio do Dem, PSD, PROS, Republicanos, PT e o Partido Liberal (PL).

Para vencer a eleição, o candidato deverá receber, no mínimo, 41 votos. Diante disso, o MDB espera contar com o apoio do PSDB (7 senadores) e do Podemos (9 senadores) à Tebet, somando ao menos 31 votos. Ainda é possível que a senadora conquisto os votos do grupo “Muda Semana”, que é formado por diversos partidos políticos, como a Rede e PSL.

 

AO VIVO