Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
LUTO!

Atriz tocantinense reconhecida nacionalmente morre vítima de AVC

03 setembro 2021 - 08h41Por Redação

A atriz tocantinense, Marcélia Belém, morreu nessa quinta-feira (02), vítima de um  Acidente Vascular Cerebral (AVC).Marcélia foi uma das criadoras da Cia. de Teatro Chama Viva, ao lado do irmão, o ator e professor da Fundação Cultural de Palmas, Cícero Belém. Ambos pioneiros na articulação e ativismo cultural no Tocantins.

Mais de 20 peças

Natural de Porto Nacional, a atriz era Licenciada em teatro pela Universidade de Brasília (UnB) e especialista em Metodologia do Ensino na Educação Superior.

Marcélia atuou em mais de 20 peças teatrais de autores nacionais e estrangeiros, ambos os trabalhos dirigidos por diretores do Rio de Janeiro, Brasília, Mato Grosso e Tocantins, além do filme “Deus é Brasileiro”, de Cacá Diegues, com Antônio Fagundes e Paloma Duarte. Realizou também apresentações dos espetáculos Bonequinha de Pano de Ziraldo, entre outros. 

A atriz faleceu nesta quinta vítima de complicações de um AVC. (Foto: Arquivo Pessoal)

Em nota, a Fundação Cultural de Palmas (FCP) lamentou o falecimento da artista destacando sua trajetória e prestando solidariedade aos amigos e familiares. 


Notas de Pesar

Neste momento de dor, não há palavras para expressar a tristeza que estamos sentindo pela partida prematura de uma grande referência da cultura tocantinense, a nossa querida atriz portuense, Marcélia Belém.

Uma pessoa incrível, espirituosa e talentosa que, ao lado do seu irmão, Cícero Belém, foram responsáveis por criar a companhia de Teatro “Chama Viva” no Tocantins, levando alegria e entretenimento ao povo tocantinense.

Marcélia Belém deixa um imenso legado pela sua história de vida e trabalho dedicados à educação e cultura do nosso Tocantins.

Meus sinceros sentimentos e solidariedade à família, amigos, fãs e à toda classe artística tocantinense.


O sentimento é de consternação ao receber a notícia do falecimento da atriz e articuladora cultural Marcélia Belém. Um expoente da cultura tocantinense, que deixa um imenso vazio com sua morte tão prematura.


Portuense, Marcélia fez licenciatura em teatro pela Universidade de Brasília e se especializou em Metodologia do Ensino na Educação Superior, contribuindo assim, com a potencialização da cultura tocantinense onde foi uma das pioneiras no que diz respeito ao ativismo e articulação cultural.

Em nome do seu irmão, o nosso companheiro Cícero Belém, deixo meus sinceros sentimentos a todos os familiares, amigos e todos aqueles e aquelas, que tiveram suas vidas transformadas pela atuação desta grande mulher.

Que o legado de Marcélia Belém conforte todos os corações, que sofrem neste momento de despedida.

Marcélia Presente!

Zé Roberto Lula | Deputado estadual e presidente do PT Tocantins

Nota de Pesar 

A constelação artística do Tocantins perdeu nesta quinta-feira, 2, uma de suas mais brilhantes estrelas: a atriz, diretora, educadora, empreendedora e articuladora cultural Marcélia Belém.
Sua intensa atividade manteve a Chama Viva (nome de seu grupo teatral, junto com o irmão e também ator Cícero Belém) de que podemos construir um mundo melhor, com alegria, bons sentimentos, amizade e valores positivos.
Que a Luz do Divino Mestre ilumine ainda mais teu espírito, Marcélia, e que a tua luz continue a nos motivar e acredita que é, sim, possível transformar sonhos em realidade.
Que Deus te ilumine na Divina Morada!

Senador Eduardo Gomes

AO VIVO