Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
22ºmin
Assembleia Legislativa
COLUNA

Vitrine Cultural

LUTO

Morre aos 56 anos a matriarca de uma das principais famílias de músicos do Estado

02 junho 2011 - 20h47

Dágila Sabóia
Da Redação


Faleceu nesta quinta-feira, 2, por volta das 16h30 da tarde, a matriarca da família Braga, a senhora Dalva Braga, 56 anos que era casada há cerca de quarenta anos com o sanfoneiro Manoel Siqueira e constituiu uma das famílias de músicos mais conhecidas do Estado.

Dalva Braga fazia tratamento há aproximadamente oito meses na cidade de Goiânia, estado de Goiás, para combater um câncer nos olhos e estava de volta à sua residência em Araguaína quando faleceu.

O corpo de Dalva está sendo velado no setor, Morada do Sol, na chácara Recanto dos Pássaros em Araguaína. De acordo com informações de familiares, o sepultamento deverá acontecer na tarde desta sexta-feira, 03.

Dalva Braga era cantora e junto com seu esposo Manoel Siqueira que é reconhecido como um dos principais sanfoneiros do Estado, na década de 70 formaram a banda “Pedra de Fogo” tocando o gênero musical do forró conhecido como pé-de-serra.

Dalva e Manoel Siqueira tiveram quatro filhos, sendo que destes, três são músicos: Jailson Braga, Paulo Braga, vocalista e guitarrista da banda U-Toc, Dênio Braga, produtor, compositor e baterista que como compositor tem várias músicas gravadas, inclusive com a banda Chiclete Com Banana e o filho caçula, Marcelo Braga músico saxofonista que toca na banda do cantor Belo.









AO VIVO