Palmas
24º
Araguaína
23º
Gurupi
22º
Porto Nacional
23º
CONSULTA COM ESPECIALISTA

Dentista alerta para doença bucal comum que pode causar graves problemas

14 dezembro 2023 - 11h44Por Da Redação

A importância dos bons hábitos de higiene bucal, alimentação saudável e visitas frequentes ao cirurgião-dentista podem reduzir os índices de cárie, doenças periodontais e perdas dentárias que a longo prazo podem causar sérios danos à saúde. 

Para falar sobre esse assunto conversamos com a cirurgiã-dentista, Jainny Santos, sócia da Novo Milênio Odonto com sede em Araguaína. De acordo com a especialista, o cuidado com os dentes, gengiva e mucosa bucal tem papel crucial na capacidade de realizar atividades diversas, como mastigar, deglutir e articular palavras. Além disso, manter a saúde bucal em dia também melhora a autoestima e a confiança das pessoas.

A cárie é uma doença infecciosa. É considerada a segunda doença mais comum nos seres humanos perdendo apenas para o resfriado e precisa ser controlada”, afirma Jainny.  O controle é feito pela correta higienização dos dentes e da gengiva. “Todas as vezes que nos alimentamos devemos escovar os dentes e, sempre que possível, usar o fio dental. Depois dos intestinos, a boca é a cavidade com o maior número de bactérias”, explica a dentista.

Riscos de doenças

Algumas das doenças bucais mais comuns são a periodontite e a gengivite, que ocorrem pela má higiene bucal e causam sangramento gengival. Estão relacionadas a doenças sistêmicas, como diabetes, com interferência mútua, ou seja, a piora na saúde gengival pode aumentar a glicemia.

"Além disso, doenças cardiovasculares, como ateroesclerose e endocardite bacteriana, também estão relacionadas a periodontites. Para as gestantes, é importante realizar o pré-natal odontológico, pois a periodontite também está ligada a partos prematuros e a nascimentos de bebês com baixo peso", explica a especialista.

O câncer bucal tem alta prevalência na população, sendo um dos tipos mais comuns. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil está na terceira posição do ranking. "Se diagnosticado no início, há grandes chances de cura (cerca de 80%), sem deixar sequelas. As causas são multifatoriais, como tabagismo, álcool, alimentação, má higiene bucal, traumas na boca, entre outras", afirma Jainny Santos.

Importância da escovação

O dentista deve ensinar a forma correta de escovação, assim como recomendar a escova ideal para o paciente. "Existem vários tipos de escova no mercado e, na maioria das vezes, a orientação é usar escovas de cabeça pequena e cerdas macias", explica.

Quanto aos enxaguatórios bucais, a dentista esclarece que assim como todo medicamento, também possuem efeitos colaterais e apenas profissionais capacitados estão aptos para recomendar a utilização do produto.

E aí gostou do conteúdo? Aproveitamos para convidar você para conhecer a Novo Milênio Odonto. Acompanhe os conteúdos em seu perfil no Instagram e agende um horário para avaliação. Deixe quem entende do assunto cuidar da sua saúde bucal. 

Qual sua especialidade?

Publique seu conteúdo aqui na editoria Consulta com Especialista do Portal O Norte.

Ligue (63) 99260-4770 ou fale conosco pelo WhatsApp (63) 99914-0014

Todas as informações e opiniões contidas neste artigo, seja em texto ou emvídeo, são de total responsabilidade de seus autores e não expressam,necessariamente, as posições do Portal O Norte.