Palmas
27º
Araguaína
24º
Gurupi
25º
Porto Nacional
27º
APRENDIZAGEM

Escola de Palmas é a única do Estado a vencer edital de Educação Inovadora

03 agosto 2022 - 08h11

A ETI Luiz Nunes de Oliveira, localizada no distrito de Buritirana, em Palmas, foi a única contemplada no Tocantins na seleção de Projetos Inovadores de unidades escolares da rede pública. O resultado foi divulgado na última sexta-feira, 29, e contou com a participação de escolas públicas estaduais, municipais e do Distrito Federal que apresentaram proposições pedagógicas visando ao aprimoramento das estratégias de ensino e aprendizagem, bem como de liderança e gestão escolar.

A seleção é parte do Programa Brasil na Escola – Eixo Inovação, promovido pelo Ministério da Educação em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e irá financiar 54 projetos em escolas de todo o país.

O projeto apresentado é denominado ‘Eu Faço Cine na Escola’ e existe desde 2016 na ETI Luiz Nunes, explorando o audiovisual como ferramenta pedagógica. Foi elaborado pelo professor e atual diretor da escola, Ademir Bandeira, e propõe atividades seguindo todas as etapas de uma produção audiovisual, iniciando pela pesquisa do tema, leitura bibliográfica, trabalho de campo, produção do roteiro, textos, falas e finalmente a gravação do vídeo. 

Segundo o diretor, o projeto busca atingir o aluno seguindo a proposta da BNCC que prevê o uso do audiovisual como metodologia para produção de textos, propiciando também que se chame a atenção para questões diretamente ligadas a hábitos recentes da faixa etária dos alunos, como necessidade de publicação, conveniência da exposição e compreensão de que nem tudo tem que ser publicado nas redes sociais. “Ao orientar o estudante a produzir um vídeo caseiro e publicar, estamos também orientando a como se comportar nas redes ou em um canal de vídeos”, considera Ademir. 

Produções

As produções da escola já incluem jornal escolar, videorreportagens, documentários e filmes curta-metragem, produzidos de forma interdisciplinar e com participação de todas as turmas. Com a seleção no projeto, serão adquiridos equipamentos de ponta, softwares específicos para edição, computadores e estúdio. Também será ministrada formação aos professores para que compreendam o audiovisual em sua integralidade como ferramenta pedagógica. Como prevê o edital do projeto, as novas produções ficam a cargo das turmas do sexto ao nono ano.