Menu
Busca sexta, 23 de julho de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
19ºmin
ENTREVISTA

Filhos de Cid Moreira acionam justiça acusando jornalista de "abandono afetivo"

17 julho 2021 - 08h38Por Istoé

Dois filhos de Cid Moreira, Roger e Rodrigo, estão lutando na justiça contra o jornalista sob a acusação de abandono afetivo. O mais velho, Rodrigo, alega que o pai saiu de casa quando ele tinha apenas dois anos, e não voltou mais para visitar ele e a mãe.

Já Roger foi adotado aos 20 anos e deserdado posteriormente por Cid. Para a apresentadora Fabíola Reipert, no Balanço Geral, ele chegou a mostrar uma carta do pai avisando que o retirou do testamento.

“Você continua sendo meu filho adotivo porque não consegui reverter a adoção (…). Eu fiz um documento e deserdei você. Escrevi de próprio punho e assinei. Juntei pareceres de profissionais da saúde para provar que não estou senil. Foi um engano te adotar. Fico feliz em saber que você está sendo capaz de se manter”, diz uma parte do texto, que teria sido escrito por Cid.

À Quem, Roger explicou o motivo pelo qual decidiu processar o pai. “Entrei por conta dessa vida ilusória durante esses anos todos, do constrangimento que me causa quando me perguntam do meu pai. Eu digo que está tudo bem, mesmo não o vendo há 20 anos. Por conta dos medos e das mágoas também que ficam desses traumas todos”, justifica.

Procurada pela nossa reportagem, Fátima Sampaio, atual companheira de Cid, comentou o caso, mas afirmou que o apresentador não irá se pronunciar sobre o assunto. “O Cid não pode falar sobre, porque é determinação judicial que corra em segredo de justiça. É assunto antigo. Tem dois anos que ele está processando o Cid. Vocês também podem lembrar os leitores que os dois já processaram o Cid uma outra vez”, acusa a jornalista.

Já Roger nega que tenha processado o pai anteriormente. “Ela ainda me acusa de entrar em um processo contra o trabalho bíblico que fiz com ele, dos 70 CD’s que produzimos. Tenho todos guardados e meu nome está atrás do encarte. Não tem nada a ver com dinheiro ou herança e, sim, com cobrar respeito. Esse processo tem um respaldo financeiro, mas é mais para que ele aprenda. Não pode fazer isso com as pessoas. Largar um filho assim do nada”, adverte.

Roger é sobrinho da ex-esposa do apresentador. O profissional de beleza revelou que começou a conviver com Cid em 1991, ainda adolescente, aos 14 anos, mas foi adotado somente ao 20. Segundo ele, a convivência era saudável e tudo mudou quando ele começou a ter uma relação amorosa.

“Com 28 anos, conheci uma pessoa que foi o meu primeiro amor. Comuniquei querer viver minha vida e fazer coisas que eu não costumava fazer. Minha vida era de dedicação 24 horas ao Cid. A partir daí, as coisas começaram a mudar”, relatou.

“Tudo foi retirado. Vamos dizer assim, tudo me foi retirado. Até o apartamento onde eu morava que foi me dado, foi retirado, o estúdio que ele fez para mim que era uma coisa paro meu futuro, para eu ter um rendimento, para que eu não passasse dificuldade na vida”, completou.

AO VIVO