Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
21ºmin
POLÊMICA

Sérgio Rodrigues desqualifica diretoria do Tourão

30 março 2011 - 12h44

Alessandro Sachetti
Da Redação


Na manhã desta quarta-feira, 30, a equipe de reportagem do Portal O Norte foi até o Hotel Uirapuru, no Centro da cidade conversar com o ex-preparador de goleiro e o ex-preparador físico do Tourão do Norte, respectivamente, Sérgio Rodrigues e Marcelo Caster Beletti, que foram demitidos nessa manhã sem nenhuma explicação por parte da diretoria.

Revolta
O preparador de goleiros, Sérgio Rodrigues, estava indignado com a forma com que a diretoria tratou da demissão e a maneira como foram informados que a partir de agora não integram mais o quadro da equipe técnica do Araguaína Futebol e Regatas.

Durante a entrevista, o ex-preparador de goleiro do Tourão fez várias críticas à forma de trabalho da diretoria e do presidente e os classificou como amadores: “Fomos demitidos sem explicação da diretoria, falta profissionalismo, você traz profissionais que estavam empregados em outros clubes, eu não pedi para vir pra cá, eu fui convidado e aceitei. Brincam como se fossemos brinquedos e depois jogam fora, atrapalham a vida do cara, nós temos famílias, temos contas pra pagar, planejamento de vida”.

Falta de profissionalismo
Sérgio Rodrigues reforçou as críticas sobre a falta de profissionalismo da diretoria do Araguaína Futebol e Regatas, principalmente sobre a forma de trabalho do presidente. “Você pode trazer o Romário, Bebeto, Edmundo, Taffarel ou qualquer outro, se não tiver planejamento e uma boa administração a coisa não anda. Aqui o presidente não gosta do diretor, o diretor não tem autonomia para contratar, quando ele contrata, o presidente veta por não gostar dele, sem se importar se seria uma boa contratação ou não. O diretor está aqui de enxerido, o supervisor joga do lado do presidente e não gosta também do diretor” acrescentou o treinador de goleiro.

De quem é o erro?
O preparador de goleiro continuou suas críticas, dessa vez direcionadas à relação do presidente com a diretoria: “Fica essa guerra de vaidade na diretoria e acaba sobrando para gente. Ou você acha que o presidente vai assumir que errou ao trazer jogadores que estavam parados há 6 ou 7 meses, que trouxe um atleta que ao invés de jogar virou empresário e trouxe nove atletas. De quem é o erro, dele ou nosso?

Falta de qualidade do plantel
O ex-preparador de goleiro falou também da falta de qualidade do plantel do Tourão do Norte. “É impossível fazer um grande trabalho sem bom material humano, não adianta você ter grandes treinadores se não tiver bons jogadores. O meu trabalho estava totalmente focado na preparação ideal dos goleiros, tanto que revelei o goleiro Juan. Esse menino veio para fazer teste e foi aprovado por mim e pela comissão técnica, eu banquei a participação dele no último jogo contra o Tocantinópolis e ele foi muito bem. Agora, qual foi o meu erro? Foi ter revelado um goleiro para o Araguaína? Esse foi o mal que eu fiz? Eu ainda espero explicações, mas duvido que alguém venha me explicar algo” enfatizou Sérgio Rodrigues.

Falta de preparação adequada
O preparador físico enfatizou ainda que, apesar das muitas críticas que a preparação física do Tourão, o trabalho estava sendo realizado da melhor maneira possível dentro das possibilidades que ele encontrou para trabalhar. “A preparação física foi muito criticada, mas ninguém vê que tivemos menos de 15 dias de preparação. E, durante 8 dias a grama do gauchão estava na altura dos joelhos, só dava pra correr em volta do campo. Ninguém vê também que chegaram jogadores que estavam parados há 2, 3, 5 meses, um deles estava parado há 10 meses. A diretoria contratou jogadores que estavam inativos, que precisavam recuperar meses de inatividade e tinham que dar resposta imediata com 15 dias de preparação. O erro foi de quem? No primeiro jogo o time jogou todo improvisado, com um só zagueiro e perdeu dentro de casa, para o segundo jogo houveram 6 mudanças, já houve uma melhora. No último jogo se não fosse o erro da arbitragem poderíamos ter vencido o jogo. Para o próximo jogo o time vai estar ainda melhor, estávamos trabalhando duro, espero que dêem sequência ao trabalho, porque ninguém faz milagre” completou o ex-preparador físico, Marcelo Caster Beletti do Tourão do Norte.

Próximo jogo
A sensação que ficou para os dois ex-preparadores do Tourão é a de que serão usados como bode expiatório, seja qual for o resultado do próximo jogo, é o que diz Sérgio Rodrigues: “A gente vai acabar sendo usado como bode expiatório, se o time perder o próximo jogo a culpa era do trabalho mal feito, se ganhar vão dizer que fizeram o correto em nos demitir. E o time vai ganhar, o nosso trabalho estava sendo muito bem feito, só se acontecer algo muito fora do normal pro Araguaína não vencer o próximo jogo”.

Sem contrato assinado
Mais uma questão abordada durante a exclusiva foi a falta de comprometimento da diretoria que não teria cumprido com a promessa de assinatura de contrato de trabalho. “Eles [diretoria] foram muito covardes, quando cheguei aqui disseram que teríamos um contrato assinado, isso nunca foi feito e depois de um mês me dispensaram sem nem explicar a razão. E ainda queriam me pagar os dias trabalhados e mais R$ 150,00 pra pegar um ônibus até Belém. Para o Beletti queriam dar R$ 400,00 para ele chegar até Porto Alegre de ônibus, ele levaria de 3 a 4 dias de viagem. Agora, viemos até aqui de avião, fomos convidados para trabalhar, tenho que voltar embora da mesma forma que eu cheguei, depois que reclamei e disse que botaria a boca no trombone, um assessor do clube apareceu com o dinheiro para as passagens”, acrescenta Sérgio Rodrigues.

Fofocas nos bastidores
Segundo Sérgio Rodrigues, as fofocas que existem dentro do time são algumas das principais consequências do mau desempenho do time e completa: “Enquanto o time não falar a mesma língua, o Tourão nunca sairá do lugar. O pessoal da rouparia diz uma coisa, o departamento médico outra, a diretoria fala árabe e a presidência é surda. Enquanto não houver entendimento que o Tourão é maior que isso, o clube não vai sair da série C, a não ser que seja pra voltar para a D”.

AO VIVO