Palmas
31º
Araguaína
34º
Gurupi
34º
Porto Nacional
32º
EM ARAGUAÍNA

Aparição de uma das espécies de escorpião mais venenosas do mundo assusta moradores

07 dezembro 2023 - 10h15

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Araguaína notificou pela primeira vez na cidade a aparição do escorpião do gênero Tityus serrulatus, uma das espécies mais venenosas do mundo. Conforme o órgão, os animais foram localizados em dois pontos da cidade, um na Vila Azul e outro Bairro São João.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram
 
“Nos dois locais, os moradores encontraram os escorpiões na residência, mataram e trouxeram ao CCZ para a verificação. Diante da suspeita, fomos até as casas para fazer a busca ativa nos arredores e orientar os moradores sobre os cuidados, principalmente com o manejo”, explica a médica veterinária, Luciana Coelho Gomes.
 
Busca ativa
 
Ainda conforme Luciana, o caso foi notificado e os animais foram encaminhados ao Laboratório Estadual de Entomologia, em Palmas, onde foi confirmada a espécie. “O Tityus serrulatus é a principal espécie causadora de acidentes graves no país e, por conta da gravidade, nossa equipe, com apoio da Secretaria Estadual da Saúde, está atuando de forma emergencial e permanente para o monitoramento deste grupo de escorpiões”, ressalta.
 
As ações de combate iniciaram no último dia 5 e, na mobilização, as equipes formadas por profissionais da Secretaria da Saúde de Araguaína recebem apoio da coordenação estadual de Animais Peçonhentos, juntamente à Vigilância Entomológica do Tocantins.
 
Mobilização
 
Para combater a proliferação dos animais e evitar acidentes, a Vigilância Epidemiológica de Araguaína irá mobilizar equipes compostas por laboratorista da entomologia, coordenadores de endemias e de vigilância epidemiológica, agentes de controle de endemias, agentes comunitários de saúde, bem como a articulação junto aos órgãos ligados à limpeza urbana, saneamento, obras públicas e a educação, para controle destes animais peçonhentos.
 
“Essa grande mobilização é necessária porque acreditamos que a espécie possa estar se proliferando também em outros pontos da cidade. Com a ajuda dos profissionais e da população podemos evitar a proliferação desses animais e, principalmente, os acidentes”, reforçou Luciana.
 
Como identificar?
 
Conhecido popularmente como escorpião-amarelo, o Tityus serrulatus é um escorpião típico do Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil, sendo considerado a principal espécie que causa acidentes graves, com registro de óbitos, principalmente em crianças.
 
Em Araguaína, até o momento, três espécies foram notificadas: Jaguajir agamemnon, Tityus confluens e o Tityus serrulatus (considerado o mais perigoso).
 
O Tityus serrulatus é muito parecido com outra espécie de escorpião, o Tityus confluens, que também já foi notificado na cidade, porém o serrulatus mede aproximadamente sete centímetros e apresenta características distintas, como o tronco escuro e a presença de uma serrilha nos 3° e 4° anéis da cauda. O ferrão também possui uma mancha escura em tons avermelhados.
 
Por isso, caso o animal seja encontrado em qualquer circunstância, o recomendado é encaminhar ao CCZ.
 
Prevenção
 
A principal defesa de um escorpião é feita com o ferrão, que, em contato com a presa, libera um veneno altamente perigoso. A ação de contaminação é muito rápida e causa dor intensa no corpo da vítima, agindo de forma rápida contra o sistema nervoso central, podendo causar a morte da pessoa ferida pelo animal peçonhento.
 
“Se a principal defesa do escorpião é o ferrão, a dos humanos é a prevenção. Por isso, orientamos todos os moradores para que mantenham os quintais limpos e organizados, justamente para evitar o contato com esses animais. E em caso de qualquer suspeita procurar imediatamente atendimento médico”, reforça Luciana.
 
Escorpiões são animais de hábitos noturnos e que se alimentam de pequenos insetos. Qualquer buraco no chão ou na parede podem ser usados como abrigos por esses animais. Por isso, o CCZ dá algumas dicas de prevenção:
 
- Mantenha o lixo bem armazenado para evitar a proliferação de insetos que são alimentos dos escorpiões
 
- Não acumule entulho, materiais para construção e folhagens secas nos quintais
 
- Faça a vedação das soleiras das portas com sacos plásticos ou saquinhos de areia
 
- Faça a vedação dos ralos com tampas que abrem e fecham ou colocando algo em cima
 
- Não deixe roupas no chão
 
- Verifique os sapatos fechados antes de calçá-los
 
- Não deixe camas e móveis encostados na parede
 
- Mantenha todos os buracos nas paredes fechados, como caixas de tomadas,
 
Como proceder em caso de acidente?
 
Em caso de acidente, medidas devem ser adotadas de imediato, como limpar o local com água e sabão e procurar uma unidade de saúde de urgência para atendimento médico. Se for possível, capture o animal e leve ao CCZ, pois a identificação do escorpião causador do acidente pode auxiliar no diagnóstico.
 
Tratamento
 
Pacientes acometidos pelo agravo são encaminhados ao HDT de Araguaína (Hospital de Doenças Tropicais). O hospital possui o soro antiescorpiônico para ser utilizado no tratamento caso necessário.
 
Orientação aos profissionais da saúde
 
Dentro da programação preventiva, está previsto para ser realizada nesta quinta-feira,  dia 7, uma palestra com o tema “Epidemiologia e Vigilância de Acidentes por Escorpiões”. O encontro será no auditório do IFTO (Instituto Federal do Tocantins) e o público-alvo são os profissionais da saúde de Araguaína que atuam nas UBS (Unidades Básicas de Saúde), na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), PAI (Pronto de Atendimento Infantil), HMA (Hospital Municipal de Araguaína) e HDT (Hospital de Doenças Tropicais).

*Prefeitura de Araguaína