Palmas
28º
Araguaína
25º
Gurupi
25º
Porto Nacional
26º
ARAGUAÍNA

Bosque do Lago recebe as primeiras 70 mudas do projeto de revitalização e preservação

18 novembro 2023 - 10h12

As amigas Ana Sofia e Melissa tiveram uma manhã de muita responsabilidade nesta sexta-feira 17. Juntas, elas plantaram 10 mudas de espécies nativas no Bosque do Lago, área de preservação às margens do Lago Azul de Araguaína e que pertence ao terreno do Lago Center Shopping. O empreendimento vai administrar toda a área verde e convidou os alunos do 4º ano da Escola Municipal Prefeito João de Sousa Lima para fazer o plantio das primeiras 70 mudas no local.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram
 
“Daqui uns 10 ou 15 anos, quando a gente vier aqui, a gente vai admirar as árvores que nós mesmos plantamos”, contou a aluna Ana Sofia Lins Mota, de 10 anos, que já tem experiência com árvores. “Eu já plantei um pé de manga na casa da minha avó uns três anos atrás e já tá um pouquinho maior que eu”.
 
A amiga, Melissa Rocha Rangel, também é uma cultivadora experiente, porque sabe a importância das plantas. “A gente está ajudando o meio-ambiente com mais árvores. Eu gosto muito de plantas, igual a um pé de romã que plantei com minha mãe. Eu cuido bem, coloco água”
 
Parceria com o poder público
 
O projeto de revitalização do Bosque do Lago recebeu as orientações das equipes da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente de Araguaína, que segue acompanhando de perto todas as ações desenvolvidas na mata. Aníbal de Souza Neto, biólogo da secretaria, lembra da função ecológica que a mata tem para o lago e que o envolvimento dos alunos é fundamental para a preservação do local.
 
“Desejamos que essas crianças venham aqui daqui cinco anos para ver como estão as árvores que elas plantaram. Essa é uma área de abrigo de animais também, margeando o Lago Azul, um corredor ecológico, e há esse trabalho de preservação para garantir que essas espécies continuem usufruindo daqui”, explicou Aníbal.
 
Investir e proteger
 
Todas as ações são conduzidas pelo Lago Center Shopping de Araguaína e incluíram o estudo especializado da área de mais de 3.800 metros quadrados com identificação das espécies que já estavam mortas e outras apodrecidas no solo. Foi feita a limpeza da vegetação rasteira para receber as novas mudas, além do cercamento da mata com alambrado.
 
Marcos Silva, gerente de Contratos do empreendimento, ressalta que o gradil foi colocado para reforçar a preservação e facilitar o monitoramento. “Nosso projeto é todo pensado para cuidar e garantir que a mata se desenvolva da melhor maneira possível. E a população pode ficar tranquila, porque o bosque será aberto para circulação das pessoas e ainda dará acesso ao shopping depois de inaugurado. Essa é uma área de interesse da cidade e vamos garantir que ela esteja sempre em ótimas condições para as pessoas usufruírem”.
 
“Temos que respeitar muito o meio-ambiente, preservar tudo o que for possível, porque é um ganho para a natureza e para o próprio ser humano, é uma relação que precisa ser harmônica. É também uma maneira de educar as crianças para que elas desenvolvam essa visão desde cedo. Somos um empreendimento que gera não só empregos e oportunidade, mas também sustentabilidade e preservação”,
afirmou Alberto Brito, sócio do Lago Center Shopping
 
Plantio orientado
 
Entre as novas mudas plantadas no Bosque do Lago estão o Buriti, Ipê, Ingá e Embaúba, espécies nativas e mais resistentes. Os técnicos ambientais do Município explicaram para as crianças como fazer o plantio correto para garantir que as mudas possam crescer sem dificuldades.
 
Com o apoio da Liga Acadêmica de Agronomia do Centro Universitário Unitpac, as covas que receberam as mudas foram preparadas com a profundidade correta e receberam adubo e outros insumos para assegurar a saúde das plantas. Na hora do plantio, foi preciso desenrolar as raízes da base, colocar a muda na cova, jogar um pouco de terra, verificar se a planta não estava torta, retirar o plástico protetor e depois cobrir com o restante da terra, compactando bem a superfície.
 
Todas essas orientações foram uma verdadeira aula ao ar livre segundo a professora Ariane Rocha Silva Rangel.
 
“Para a gente, é muito gratificante poder fazer parte deste momento tão importante para a nossa prainha. É uma honra, porque, daqui cinco ou 10 anos, eles vão passar por aqui e lembrar desse dia. A gente pode dizer que, para eles, é um momento histórico. E a ideia é que eles visitem o local e tenha o orgulho de saber que contribuíram para o meio-ambiente. Primeiro é importante plantar e cultivar a natureza e depois preservar, cuidar da limpeza. O cuidado com o meio-ambiente faz parte da educação”.

*Secom Tocantins