Palmas
28º
Araguaína
25º
Gurupi
25º
Porto Nacional
26º
APÓS VÁRIAS DENÚNCIAS

Em Araguaína, cães debilitados são resgatados em meio a lixo, fezes e animais mortos

30 novembro 2023 - 10h04

Várias denúncias de vizinhos resultaram no resgate de dois cães que estavam abandonados em situação precária dentro de uma casa em Araguaína no Norte do Tocantins. 7

A ação de resgate foi realizada nessa quarta-feira (29), pela Associação de Proteção Animal de Araguaína (Apaa) em conjunto com a polícia ambiental e fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Diretores da Appa e Polícia Ambiental participaram da operação de resgate. 

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

A operação aconteceu depois que a Apaa foi informada sobre a situação dos animais que estavam vivendo em condições de maus tratos em uma casa do bairro Senador.

A associação registrou o caso na Secretaria de Meio Ambiente, que acatou a denúncia. Também foi solicitado um mandado de busca e apreensão para autorizar as equipes a entrarem na casa.

Com apoio da Polícia Militar Ambiental, o presidente da associação, Diego Pires, entrou no local e encontrou os cães extremamente magros em meio a um ambiente repleto dentulhos, fezes e urina. No local não foi encontrado nenhum morador na hora em que as equipes chegaram. 

 "Nos deparamos com muito, muito lixo e a casa imunda, ambiente insalubre. Nos fundos da casa encontramos os dois animais em uma situação muito crítica. Caquéticos, magros, doentes, muito debilitados, mais mortos do que vivos", explicou Diego destacando que ainda foram encontrado mais dois animais mortos em avançado estado de decomposição no local e que provavelmente morreram de fome. 

Os dois cães sobreviventes foram resgatados e permanecem internados em uma clínica veterinária da cidade. "A gente vai fazer todo processo de recuperar esses animais, Castrá-los, vaciná-los, colocar coleira de calazar para depois fazer campanha de adoção", afirmou o protetor.

A Polícia Militar também relatou que na residência não havia alimentos para os cães, apenas um pouco de água em recipientes. Também foram informados de que uma mulher morava na casa, mas que por estar doente e acamada, foi retirada por parentes.

A associação descobriu de que os proprietários da casa moram em Araguaína e que o caso será judicializado para responsabilizar os tutores pela situação de maus-tratos.

ALERTA!

Diego Pires também alertou para a situação precária em que se encontra o imóvel colocando em risco os moradores vizinhos, devido ao acúmulo de lixo e água parada no local. 

"Os moradores próximos a esse endereço precisam ficar atentos para o risco de leishimaniose, dengue e outras doenças que tem mosquitos como vetores por exemplo. É sempre bom lembrar que as pessoas fiquem atentas a possíveis casos como esse em sua vizinhança que podem colocar em risco várias famílias", pontua. 

SOBRE A APAA

Em entrevista ao Portal O Norte, Diego Pires, explica que a associação está ativa há 7 anos em Araguaína trabalhando no resgate e cuidado de animais domésticos vítimas de maus tratos e em situação de rua que recebem toda assistência médica e cuidados para depois ser colocado em adoção. 

"Todos esses cuidados geram muitos custos e contamos com o apoio principalmente de pessoas que apadrinham a causa por meio de nosso site e redes sociais", afirma Diego, destacando que para se tornar padrinho da Appa, os interessados podem fazer o cadastro acessando o site da associação onde fica disponível os dados bancários para doações. 

As pessoas podem ainda acompanhar as ações de resgate realizadas pela Apaa por meio da página dela no Instagram.

Segue o link do site para doações avulsas para a instituição: https://www.asaas.com/c/328903406806

Para denúncias de maus tratos e abandono de animais, a população pode entrar em contato por meio do WhastApp: : (63) 991025574