Palmas
24º
Araguaína
24º
Gurupi
24º
Porto Nacional
26º
SAÚDE PÚBLICA

Hospital Municipal de Araguaína aumenta capacidade de realização de cirurgias cardíacas

21 dezembro 2023 - 08h11

Foi nos braços da nova equipe médica de cirurgia cardíaca pediátrica do HMA (Hospital Municipal de Araguaína) que a pequena Victória Soares Maciel, de dois anos e sete meses, comemorou, ao lado da mãe, a alta da UTI (Unidade de Terapia Intensiva), após passar por um procedimento cirúrgico que durou cerca de seis horas.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram
 
Para a mãe de Victória, a administradora Raiane Soares da Silva, a atenção e o carinho dos profissionais com a filha fizeram toda a diferença, tanto na realização da cirurgia, como no amparo pós-operatório.
 
“Foram dias de muita apreensão, dias dolorosos, mas, com a graça de Deus e o cuidado dessa equipe maravilhosa, vencemos e já estamos em casa. Quero agradecer a todos os profissionais pelo excelente atendimento, atenção e, o mais importante, o carinho e a dedicação de cada um. Para nós, vocês são verdadeiros heróis, anjos enviados por Deus”, agradeceu Raiane.
 
A médica e diretora técnica do HMA, Elena Medrado, explica que Victória recebeu uma cirurgia considerada de alto risco, o CEC, que é quando um aparelho realiza o trabalho do coração no organismo, enquanto o órgão é operado.
 
“A paciente sofre de cardiopatia congênita e essa foi a sua segunda cirurgia desde que nasceu. A operação dela foi delicada e complexa, mas considerada pela nova equipe médica como um sucesso. Com a chegada dos novos médicos da equipe cirúrgica, temos a certeza de que ampliaremos o atendimento. Aliado ao trabalho humanizado e as habilidades técnicas prestadas, será possível contribuir ainda mais com a vida desses pacientes”, disse a médica.
 
Nova equipe
 
A cirurgia de alta complexidade realizada na paciente Victória foi feita pela nova equipe de médicos cirurgiões do HMA: Pabllo Namorato Barros, Cláudio Almeida Paiva e Renata Cabral Pedroza, todos de Belo Horizonte (MG).
 
A chegada dos especialistas deve aumentar a capacidade de atendimento para, pelo menos, oito cirurgias por mês, e diminuir o tempo de internação dos pacientes. Pela primeira vez, o HMA registrou 17 procedimentos em menos de dois meses.
 
“Hoje, Araguaína é referência em cirurgias de média e alta complexidade, e todos esses resultados só foram possíveis graças à equipe competente do próprio hospital e do seu excelente corpo médico. Nosso objetivo como gestão é amparar e apoiar cada vez mais a unidade para que, muito em breve, possamos ofertar procedimentos cada vez mais complexos e oferecer aos pacientes mais qualidade de vida”, destaca a secretária da Saúde, Ana Paula Abadia.
 
Referência em cirurgias pediátricas
 
O serviço de cirurgia cardíaca pediátrica do HMA conta com uma equipe multidisciplinar formada por vários profissionais, entre eles dois cirurgiões cardíacos pediátricos, um perfusionista, dois anestesistas e um médico especialista em cardiopediatria, além de enfermeiros, técnicos em enfermagem e demais profissionais das áreas que atuam no suporte às cirurgias.
 
Administrado pelo ISAC (Instituto Saúde e Cidadania) e fiscalizado pela Prefeitura de Araguaína, o hospital já atendeu mais de 200 crianças com tratamentos cardiovasculares pediátricos desde 2029.
 
Em maio deste ano, o HMA recebeu a habilitação na assistência de alta complexidade cardiovascular e na realização de cirurgias cardíacas pediátricas do Ministério da Saúde. A unidade é a única do Tocantins a possuir condições técnicas, instalações físicas, equipamentos e recursos humanos adequados à prestação desse tipo de serviço. Todo o processo de regulação das cirurgias cardíacas pediátricas e o tempo de espera para a realização dos procedimentos no HMA é feito pelo Governo do Tocantins.
 
Cirurgia pediátrica
 
Além das cirurgias cardíacas, o hospital realiza cirurgias eletivas pediátricas, como malformações congênitas ou doenças adquiridas. O serviço de cirurgia pediátrica foi iniciado em dezembro de 2018 pelas médicas Joyce Lisboa e Nyrla Yano.
 
Os procedimentos são realizados por via aberta ou minimamente invasiva, por meio de videocirurgia, de acordo com cada caso, sempre visando a segurança e o bem-estar da criança para uma melhor recuperação.
 
Referência nacional e internacional
 
O HMA é o único no Tocantins e o segundo da Região Norte do Brasil contemplado com o prêmio “Melhores Hospitais Públicos do Brasil” concedido pelo IBross (Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde). Dentre os 40 hospitais avaliados, a unidade ficou em 22º lugar, na mesma colocação que outras duas instituições de São Paulo (SP), o Hospital Estadual Sapopemba e o Hospital Geral do Grajaú.
 
Com atendimento humanizado, boas práticas assistenciais e a governança clínica aplicada, em 2021 o Hospital Municipal de Araguaína também conquistou o selo Acreditação Qmentum Internacional, com nível de excelência “Diamante”, o mais alto do programa com sede no Canadá.