Palmas
21º
Araguaína
22º
Gurupi
20º
Porto Nacional
21º
SÃO JOÃO DO CERRADO

Junina trará temática de caça ao tesouro e história de Gonzaga

10 junho 2024 - 11h39

A junina Malacabados de Araguaína é uma das inscritas para a etapa municipal do tradicional Festival São João do Cerrado, que será realizado nos dias 28 e 29 de junho, no Parque Cimba. A apresentação “O Tesouro do Rei” promete humor e valorização da música popular brasileira por meio da história de Luiz Gonzaga.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram
 
Cerca de 60 quadrilheiros estão envolvidos na apresentação, entre dançarinos, costureiras, marceneiros, artesãos, equipe de teatro, profissionais de apoio e suporte da organização e diretoria geral. A junina se dedica aos ensaios cinco vezes por semana, somando mais dez horas de treino, até o dia da apresentação.
 
“O São João do Cerrado é a competição mais importante e emocionante para toda a Junina Malacabados. É uma oportunidade que temos de mostrar a todos o resultado do trabalho realizado durante os seis meses que antecedem os festejos juninos. E não abrimos mão de estar junto com a família e entes queridos durante os nossos ensaios”, comenta Gustavo André Martins, diretor da Malacabados.
 
O enredo
 
O título escolhido pelos quadrilheiros, "O Tesouro do Rei", está relacionado com o fundador do município Raimundo Melo Rego de Barros, que escondeu tesouros deixados pelo “Rei do Baião”, e o seu tataraneto Antônio, o noivo dessa história, que tem a missão de encontrá-los.
 
“É um tema alegre e lúdico que também trará para nós a importante contribuição de Luiz Gonzaga na cultura do povo brasileiro. Vamos retratar o momento que, em sua maestria, ele decidiu juntar a sanfona, o triângulo e a zabumba, formando o trio de forró que fez e faz muito sucesso até os dias de hoje”, explicou Gustavo.
 
Enquanto isso, Preciosa, filha do prefeito de Raimundo Melo precisará encontrar um homem rico para se casar e agradar o seu pai e os eleitores dele. Juntos, o casal de noivos participarão dessa jornada guiados pelo padre da cidade, que os ajudam marcando a quadrilha que os acompanha.
 
Histórico nos festivais
 
Em 2015, a junina foi campeã do Festival São João do Cerrado pela primeira vez e, no mesmo ano, também levou o título de campeã do 28º Cidades Frente a Frente, em Conceição do Araguaia, no Pará. Em 2016, foi bicampeã do São João do Cerrado, bicampeã do 29º Cidades Frente a Frente e campeã pela primeira vez nas cidades de Ourilândia do Norte e Redenção do Pará.
 
Em 2018, conquistou pela terceira vez o primeiro lugar do festival de Araguaína, foi também vice-campeã do 31º Cidades Frente a Frente e vice-campeã na cidade de Redenção.
 
Em 2019 foi mais uma vez vice-campeã do 32º Cidades Frente a Frente e, em 2022, vice-campeã estadual, representando o Estado do Tocantins no XIII Arraiá Brasil, em Brasília (DF). No dia 1º de junho, a junina levou mais um título para casa no festival de Conceição do Araguaia (PA), se tornando tricampeã da cidade.

*Prefeitura de Araguaína