Palmas
21º
Araguaína
26º
Gurupi
22º
Porto Nacional
22º
ARAGUAÍNA

"Minha relação com a música se confunde com a história da cidade", disse conselheiro da cultura

18 abril 2024 - 10h56

O araguainense Madian Braga é compositor há 40 anos e agora, representando a classe musical, ele faz parte dos novos 13 membros do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC). De forma democrática e participativa, o órgão tem o objetivo de fortalecer a relação entre a Administração Municipal e os interesses da sociedade civil ligada à cultura.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram
 
Madian é considerado um dos primeiros compositores da cidade e contou que, além do amor pela música, está motivado com o atual cenário vivenciado pela classe. “Minha relação com a música se confunde com a história da cidade. Nasci aqui, passei um tempo fora para gravar meu primeiro disco e retornei quando o sistema de rádio estava iniciando. Com esse Conselho estou muito animado, principalmente pelo incentivo público que a classe está recebendo”, disse Madian.
 
Para dar voz aos artistas
 
Os membros do Conselho foram oficialmente empossados no último dia 17. Além do músico, outros cinco membros da sociedade civil fazem parte do órgão representando os segmentos de literatura, artes cênicas e audiovisual, artesanato, artes plásticas e visuais, patrimônio histórico e memória, cultura popular e ciclos culturais. O CMPC ainda é formado por seis representantes do poder público, além do presidente.
 
 O secretário do Esporte, Cultura e Lazer, Edson Gallo, está à frente da gestão do Conselho e reafirmou o quanto o trabalho exercido em conjunto no órgão será fundamental para estruturar as ações e políticas culturais da cidade.
 
“Os conselheiros que aqui assumem seus cargos foram eleitos pela própria comunidade artística, representando suas vozes, suas aspirações e suas necessidades. Além disso, outros foram indicados também pelo poder público, garantindo uma apresentação equilibrada e abrangente”, declarou.
 
Funções do Conselho
 
Segundo a Lei Municipal nº 2.197, o CMPC possui a função de formular e aprovar os planos de cultura baseados nas diretrizes estabelecidas nas Conferências Municipais de Cultura; analisar e aprovar as orientações dos Fundos Municipais de Cultura; monitorar a utilização dos recursos provenientes de transferências entre os diferentes níveis governamentais; sugerir políticas para financiar e estimular as atividades culturais na cidade, entre outras demandas.
 
Mais espaços artísticos
 
Para compor a tribuna, durante a cerimônia de posse, o prefeito Wagner Rodrigues foi um dos convidados presentes. Ele reforçou o compromisso da gestão em criar mais espaços para promover os eventos artísticos.
 
“Precisamos ampliar e estamos trabalhando para isso. Queremos, até o mês que vem, entregar o Espaço Cultural, que vai atender os interesses da classe. Depois vem o Centro de Convenções que dará o mesmo suporte para realização de oficinas. Além disso, o senador Eduardo Gomes anunciou para mim ontem, que o recurso para a revitalização do Parque das Águas será empenhado neste mês”, assegurou Wagner.
 
O CMPC é composto por 13 membros, todos com um suplente designado, com exceção do presidente, somando 25 pessoas nomeadas. A lista completa está disponível no Diário Oficial do Município, por meio do decreto de nº 256, no link https://bit.ly/3W1Mob2.