Palmas
26º
Araguaína
28º
Gurupi
25º
Porto Nacional
27º
SEGUNDA FASE

Olimpíada Brasileira de Matemática: rede municipal de Araguaína contou com 145 alunos

11 novembro 2023 - 08h43

Em um resultado muito satisfatório, 145 alunos da quinta série do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino de Araguaína fizeram a segunda fase da 18ª OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), no último dia 9. A Olimpíada também engloba alunos da rede privada.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram
 
Conforme explica a secretária municipal de Educação, Elizângela Moura, a prova tem como prioridade a participação de alunos na fase final do Ensino Fundamental e de todo o ensino médio. "Nós só colocamos os alunos da 5ª série e o fato de termos 145 classificados que fizeram a prova nos enche de orgulho. Quero parabenizar todos as nossas professoras e professores de Matemática e especialmente nossos queridos jovens", ressalta a secretária.
 
Para Elizângela, a ampla participação dos alunos na OBMEP mostra que a política de Educação de Araguaína está sendo feita de maneira correta, atingindo as competências pleiteadas e sempre buscando um ensino de qualidade. Os alunos que fizeram a segunda etapa estão divididos nas seguintes escolas:
 
Escola Municipal William Castelo Branco: 11 alunos
Escola Municipal Manoel Lira: 20 alunos
Escola Municipal São Miguel: 4 alunos
Escola Municipal Benedito Canuto Braga: 23 alunos
Escola Municipal José Gomes Sobrinho: 20 alunos
Escola Municipal Léia Raquel: 12 alunos
Escola Municipal Simão Lutz: 30 alunos
Escola Municipal Moderna: 25 alunos
 
Para o professor e coordenador pedagógico da escola Simão Lutz, Claudemir Coelho Feitosa, é muito gratificante ter tido tantos alunos classificados na segunda fase. Ele lembrou que os estudantes superaram questões discursivas, das quais "precisaram da matemática para resolver cálculos usados no dia a dia". 
 
Segundo o coordenador, dos 30 alunos da Simão Lutz, oito devem ser contemplados com certificados e o melhor deles receberá a medalha de ouro, de primeiro lugar. A depender da nota, o estudante ainda pode ter uma designação estadual.
 
Maísa Limeira da Silva, 10 anos, disse que a prova não foi difícil. "Eu achei fácil, a prova tem o que já aprendemos ao longo do ano". Já Bruno Carvalho, também com 10 anos, contou que espera conseguir uma boa nota. "A primeira prova achei um pouco difícil. Agora, estou mais confiante, estudei mais".

*Prefeitura de Araguaína