Palmas
21º
Araguaína
23º
Gurupi
21º
Porto Nacional
21º
EM ARAGUAÍNA

Pesquisa Procon aponta variação de quase 200% em produtos da cesta básica

23 novembro 2023 - 07h51

O Procon Tocantins divulgou nesta quarta-feira, 22, os resultados da pesquisa mensal de preços da cesta básica em Araguaína. A ação revelou uma variação de até 187,29% nos valores praticados pelos oito estabelecimentos fiscalizados na cidade.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

A pesquisa, realizada nos dias 20 e 21 de novembro, incluiu 45 itens essenciais, divididos entre produtos de alimentação, hortifrutigranjeiros, higiene e limpeza. Os dados coletados apontam para uma diferença significativa de preços, alertando os consumidores para a importância de uma análise criteriosa antes das compras.

"O valor praticado pelos estabelecimentos comerciais pode fazer toda a diferença no orçamento familiar. Nossa pesquisa é uma ferramenta para orientar o consumidor, fornecendo informações precisas e atualizadas sobre os preços da cesta básica”, ressaltou o superintendente do Procon Tocantins, Rafael Pereira Parente. 

O diretor de fiscalização do órgão, Magno Silva, destacou que é fundamental entender que a marca do produto não deve ser o único critério de escolha. “É importante que os estabelecimentos comerciais ajam de maneira ética e transparente, evitando práticas abusivas que impactem negativamente os consumidores. Estamos atentos a quaisquer irregularidades e prontos para agir em defesa dos direitos do consumidor”, pontuou Magno Silva.

Link da pesquisa

Pesquisa

O maior percentual de variação de preços foi encontrado no absorvente com abas, oito unidades, que chegou a variar 187,29%, vendido entre R$ 2,99 e R$ 8,59.

Em segundo lugar, ficou o creme dental 90 g, com variação de 178,17%, vendido entre R$ 4,49 e R$ 12,49.

E em terceiro, ficou o sabonete 85 g, com variação de 171,72% e preço entre R$ 0,99 e R$ 2,69.

Entre os produtos de alimentação, o item que apresentou maior variação foi o extrato de tomate de 300 g, com variação de 140,56%, comercializado entre R$ 2,49 e R$ 5,99.

Sobre os produtos hortifrutigranjeiros, o item que apresentou maior variação foi o quilo da batata, com variação de 133,78%, vendida entre R$ 2,99 e R$ 6,99.

Denúncias 

O consumidor deve ficar atento às especificações contidas na embalagem: prazo de validade, composição e peso líquido do produto. Dúvidas ou denúncias podem ser feitas pelo Disque 151 ou WhatsApp Denúncia (63) 99216-6840.