Palmas
24º
Araguaína
23º
Gurupi
24º
Porto Nacional
25º
NORTE DO ESTADO

Samu de Araguaína será referência para regionalização de atendimento

19 julho 2022 - 14h34

Araguaína será a cidade referência para as novas bases do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) em fase de implantação em sete municípios da Região Macro Norte do Tocantins. Várias reuniões estão sendo realizadas para apresentação das etapas que cada secretaria local deverá seguir para a regionalização do atendimento.

Para a secretária da Saúde de Araguaína, Ana Paula Abadia, ter a cidade como referência para a descentralização do serviço 192 é sinal do compromisso que o Município tem com o atendimento à saúde. “Essa expansão será muito importante para fortalecer o atendimento de urgência e emergência nos municípios interessados, e para Araguaína a missão de continuar buscando mais qualidade no atendimento para nos mantermos como referência regional”.

Entre as 64 cidades da Região Macro Norte que solicitaram a base do SAMU estão Santa Fé, Filadélfia e Guaraí, que já iniciaram os processos legais. Pau D'Arco, Xambioá, Tocantinópolis e Darcinópolis também demonstraram interesse na implantação do serviço. Atualmente, apenas Araguaína, Palmas e Gurupi possuem centrais do serviço no Estado.

Araguaína base regional

De acordo com o Ministério da Saúde, desde o início do atendimento do SAMU em Araguaína, o Município possui as características necessárias para ser a central de atendimentos e base da regionalização por ser referência em atendimentos médico-hospitalares na região.

O processo envolve o Ministério da Saúde, Estado e Município. Em todo o Tocantins, apenas três cidades possuem centrais do SAMU, sendo elas: Palmas, que já possui atendimento regionalizado; Gurupi e Araguaína, que fazem atendimentos só na sua área de abrangência.

Regionalização do SAMU 

Prevista pela Portaria nº 2.026/2011, do Ministério da Saúde, a regionalização do SAMU 192 tem o objetivo de ampliar o acesso às populações dos municípios em todo o território nacional, por meio de diretrizes e parâmetros técnicos definidos.

Cada região terá um Plano de Ação Regional da Rede de Atenção às Urgências, nos termos definidos em ato do Ministério de Estado da Saúde, em que deverá ser utilizado, prioritariamente, o parâmetro de tempo-resposta. O tempo adequado tecnicamente transcorrido entre a ocorrência do evento de urgência e emergência e a intervenção necessária.

Reestruturação do atendimento

O SAMU de Araguaína recebeu, este mês, cinco novas ambulâncias que substituíram as antigas viaturas em atendimento na cidade. Das cinco novas ambulâncias entregues ao serviço 192, três são de suporte básico, uma de serviço avançado e uma reserva técnica.

A USA (unidade de suporte avançada) é composta por uma equipe com médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e condutor. A USB (unidade de suporte básica) conta com uma equipe formada por técnico em enfermagem e o condutor. Além dos novos veículos, já está em fase de licitação o projeto para implantação da nova sede do SAMU, que vai funcionar no antigo prédio da Feirinha, na Avenida Filadélfia, após as adequações necessárias.